ONU participa da construção de unidade materno-infantil em presídio feminino no Rio

O diretor adjunto para América Latina do Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS), Giuseppe Mancinelli, visitou na quarta-feira (22) o presídio feminino Instituto Penal Talavera Bruce, no Rio de Janeiro (RJ), com o objetivo de conhecer o local onde a agência trabalha na construção de uma unidade materno-infantil.

Mancinelli é também diretor do Hub Sul do UNOPS, grupo formado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai e representante do UNOPS na Argentina. A visita foi acompanhada pela representante do UNOPS no Brasil, Claudia Valenzuela, pelo engenheiro do UNOPS, Marco Costa, e pela coordenadora das unidades femininas e cidadania LGBT da Secretaria de Administração Penitenciária do Estado do Rio de Janeiro, Ana Faulhaber.

O diretor adjunto do UNOPS ressaltou a importância de ver como é possível contribuir para mudar a vida de mulheres grávidas em privação de liberdade. Ele falou ainda de sua satisfação em perceber o entusiasmo da equipe que acompanhou a visita.

Claudia Valenzuela, representante do UNOPS no Brasil, ressaltou que o “projeto é o exemplo do que podemos fazer a partir da infraestrutura — mudar a vida das pessoas oferecendo uma infraestrutura adequada para atender às demandas das comunidades”.

A comitiva visitou o presídio localizado no Complexo Penitenciário de Bangu, na zona oeste do Rio. O UNOPS trabalha na conclusão da ala materno-infantil, que abrigará mulheres grávidas e com filhos recém-nascidos. De acordo com a agência da ONU, este projeto contribui para a igualdade de gênero e o para o alcance da paz, da justiça e do fortalecimento institucional.

Este trabalho faz parte do novo escopo do projeto Via Lilás, realizado em parceria com o governo do estado do Rio de Janeiro. Atualmente, o UNOPS está revisando os projetos de engenharia, em seguida apoiará o processo de licitação e acompanhará as obras até sua entrega completa, prevista para o início do ano que vem.

O UNOPS tem experiência na construção e supervisão de obras de presídios, centros de detenção provisória, penitenciárias femininas e centros de reabilitação em países como Afeganistão, Libéria, Somália, Sudão do Sul, Guatemala e Peru.

Além da experiência na área de presídios, o UNOPS trabalha no apoio à construção de centros para internação de adolescentes em conflito com a lei. No Brasil, o Escritório presta assistência técnica ao Ministério de Direitos Humanos no acompanhamento das obras de Centros de Atendimento Socioeducativo, garantindo redução no tempo de obra e infraestrutura específica e adequada para o desenvolvimento dos jovens.

Este projeto contribuiu com a diminuição da superlotação devido à ampliação do número de vagas para medidas de privação de liberdade, como também pela elaboração do Caderno Nacional de Parâmetros para a Arquitetura Socioeducativa.

UNOPS

O UNOPS é o organismo das Nações Unidas que apoia governos, agências da ONU, organismos multilaterais e outros parceiros nas áreas de infraestrutura, gestão de projetos, compras públicas, gestão financeira e recursos humanos. Sua missão é ajudar as pessoas a construir vidas melhores e os países a implementar a Agenda 2030 e alcançar o desenvolvimento sustentável.

No Brasil, o UNOPS apoia governos em diferentes áreas por meio de acordos de cooperação técnica. Com uma equipe com especialistas, o escritório transfere conhecimentos, garantindo que recursos públicos sejam utilizados de forma eficiente e transparente e que os projetos sejam geridos com foco em sustentabilidade.