ONU parabeniza Sudão e Sudão do Sul por acordo para acabar com conflitos

Os governos do Sudão e Sudão do Sul assinaram acordos sobre segurança, fronteira comum e relações econômicas, que devem por fim aos conflitos entre as duas nações.

(ONU/Eskinder Debebe)O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, parabenizou  hoje (27) os governos do Sudão e do Sudão do Sul pela assinatura de acordos sobre segurança, fronteira comum e relações econômicas, realizada durante negociações na capital etíope, Adis Abeba. “Estes acordos fornecem elementos vitais na construção de uma base sólida para um futuro próspero e estável entre os dois países”, disse  Ban Ki-moon.

O Secretário-Geral elogiou os Presidentes Omar Al-Bashir, do Sudão e Salva Kiir, do Sudão do Sul “por demonstrarem uma governança que fez o acordo abrangente possível, e por terem mais uma vez escolhido a paz em vez da guerra”.

As negociações, realizadas sob os auspícios do Painel de Implementação de Alto Nível da União Africana, foram projetadas para permitir que as duas nações cumpram com as suas obrigações no âmbito de um roteiro de ações destinado a aliviar as tensões, facilitar a retomada das negociações e normalizar as relações entre os dois países.

“O Secretário-Geral pede que os dois governos busquem encontrar soluções para o futuro das áreas disputadas e o status final de Abyei”, disse o comunicado. “Ele exorta ambos os países agora a implementar os acordos que assinaram e finalizar os processos que iniciaram”.

O Sudão do Sul se tornou independente do Sudão em julho do ano passado, seis anos após a assinatura do acordo de paz que acabou com décadas de guerra entre o norte e o sul. No entanto, a paz entre os dois países tem sido ameaçada nos últimos meses por confrontos armados ao longo da fronteira comum e questões pós-independência que ainda precisam ser resolvidas.