ONU: Novas hostilidades provocam o deslocamento de quase 30 mil pessoas em Darfur

As primeiras informações revelam que cerca de 19 mil pessoas fugiram do estado de Darfur do Norte, e outras 15 mil do estado de Darfur Central devido a disputas na região montanhosa de Jebel Marra, que abarca três estados.

Visita de membros da força de paz a Darfur do Norte em 24 de janeiro de 2016, onde populações recentemente deslocadas manifestaram suas queixas sobre a falta de alimentos, cuidados médicos e abrigo.Foto: UNAMID/Hamid Abdulsalam

Visita de membros da força de paz a Darfur do Norte em 24 de janeiro de 2016, onde populações recentemente deslocadas manifestaram suas queixas sobre a falta de alimentos, cuidados médicos e abrigo.Foto: UNAMID/Hamid Abdulsalam

Novas hostilidades em Darfur, no Sudão, levaram quase 30 mil civis a abandonarem suas casas, alertou as Nações Unidas nesta quarta-feira (27). O recrudescimento do conflito começou há duas semanas e suas consequências causam preocupação a vários representantes da Organização.

Cerca de 19 mil pessoas fugiram do estado de Darfur do Norte, e outras 15 mil do estado de Darfur Central devido a disputas na região montanhosa de Jebel Marra, que abarca três estados, segundo informou o Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) após receber os primeiros relatos dos incidentes.

De acordo com o comunicado da Missão conjunta da União Africana e ONU em Darfur (UNAMID), essas cifras representam um aumento de 52% em apenas 24 horas, possivelmente causado por bombardeios aéreos realizados na segunda-feira (25).

A coordenadora humanitária no Sudão, Marta Ruedas, afirmou que a proteção de civis continua sendo a principal preocupação durante o conflito. Suprimentos, como alimentos para as crianças, remédios e água potável, foram entregues a uma parcela das pessoas deslocadas de Darfur do Norte, mas a falta de acesso impediu as equipes de levar auxílio para aqueles provenientes de Darfur Central.

Ruedas observou que além dessa estimativa do número total de deslocados, há relatos que outros fugiram para áreas mais profundas nas montanhas de Jebel Marra.

Nesta terça-feira (26), a UNAMID recebeu informação que 19 vilarejos perto de Rockero, no norte de Jebel Marra em Darfur Central, foram queimados durante os confrontos. Muitos residentes dessas localidades fugiram para Sortoni, Kabkabiya eTawila, enquanto outros buscaram refúgio nas montanhas. Há informação que muitas crianças desapareceram durante esta fuga.