ONU lança iniciativa para o turismo, que deve chegar a 1,8 bilhão de pessoas por ano até 2030

Praia da Barra em Salvador (Bahia). Foto: Fabio Pozzebom/ABr

O turismo é um dos maiores setores econômico do mundo e o que mais rápido cresce, contribuindo com 9% do PIB global. Além disso, é responsável por um em cada 11 empregos em todo o mundo e por 6% das exportações globais, informou a Organização Mundial do Turismo (OMT) no lançamento do Programa Turismo Sustentável do Quadro Decenal de Programas sobre Produção e Consumo Sustentáveis (10YFP), durante o World Travel Market 2014, em Londres, nesta quinta-feira (06).

Liderada pela OMT, os governos da França, do Marrocos e da Coreia do Sul, com o apoio do Programa da ONU para o Meio Ambiente (PNUMA), a iniciativa visa incentivar grandes mudanças nas políticas de turismo e estimular uma maior sustentabilidade na cadeia de oferta desse setor. Além disso, busca contribuir no aprimoramento da eficiência dos recursos, da eficácia da gestão, bem como a utilização de novas tecnologias para promover o consumo e a produção sustentáveis no setor.

“Esta iniciativa quer direcionar o setor para um caminho verdadeiramente sustentável, um que responda ao desafio de nosso tempo, principalmente através da promoção de uma economia verde global, que prospere com a participação, ao invés do capital”, disse o diretor executivo do PNUMA, Achim Steiner.

Já o secretário-geral da OMT, Taleb Rifai, afirmou que, como principal órgão do setor, a OMT quer maximizar a contribuição do turismo para o desenvolvimento, minimizado seus impactos negativos.

Segundo o PNUMA, estima-se que até 2030, os países do mundo receberão 1,8 bilhão de turistas estrangeiros anualmente. E se o setor não for gerido de forma sustentável, pode causar a escassez dos recursos naturais como a falta de água, a perda de biodiversidade, a degradação do solo, além de contribuir com a mudança climática e a poluição. Hoje o turismo contribui para o aquecimento global com 5% das emissões globais de gás carbônico.