ONU lamenta morte de mais de 300 pessoas após inundações em Serra Leoa

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O secretário-geral da ONU, António Guterres, lamentou na segunda-feira (14) a morte de mais de 300 pessoas em Serra Leoa devido a deslocamentos e inundações nas cidades de Regent e Freetown.

Segundo informações da imprensa internacional, mais de 1,5 mil pessoas permanecem desaparecidas após a tragédia.

O secretário-geral da ONU, António Guterres. Foto: ONU/ Jean-Marc Ferré

O secretário-geral da ONU, António Guterres. Foto: ONU/ Jean-Marc Ferré

O secretário-geral da ONU, António Guterres, lamentou na segunda-feira (14) a morte de mais de 300 pessoas em Serra Leoa devido a deslocamentos e inundações nas cidades de Regent e Freetown.

“O secretário-geral está entristecido com as mortes e devastações causadas pelos deslizamentos de terra e inundações nas cidades de Regent e Freetown em Serra Leoa”, disse comunicado emitido por seu porta-voz adjunto.

Guterres enviou suas condolências à população e ao governo do país pela perda de vidas e destruição causadas pelo desastre natural, reiterando a total solidariedade das Nações Unidas com os esforços de resgate.

Segundo informações da imprensa internacional, mais de 1,5 mil pessoas permanecem desaparecidas após a tragédia.


Comente

comentários