ONU investiga violações de direitos humanos no Irã por meio da diáspora na Europa

Relator Especial visitará Alemanha, Bélgica e França para encontrar ativistas. Informações constarão de relatório a ser entregue ao Conselho de Direitos Humanos em março de 2012.

O Relator Especial das Nações Unidas sobre a Situação dos Direitos Humanos na República Islâmica do Irã, Ahmed Shaheed, realizará de 30/11 a 8/12 uma missão de investigação em três países europeus com diáspora iraniana. Shaheed visitará Alemanha, Bélgica e França para coletar informações sobre supostas violações de direitos humanos no Irã.

Desde sua nomeação em agosto de 2011, o especialista independente fez requisições oficiais para visitar o país, mas não obteve resposta positiva das autoridades. Também encorajou o governo a estender total cooperação com seu mandato, como requerido pelo Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas.

“Continuarei me esforçando para conseguir o apoio das autoridades iranianas”, afirma Shaheed. “Uma visita ao Irã teria me permitido entender melhor a situação do país, explorar possíveis áreas de cooperação, oferecer diálogo construtivo com as autoridades e produzir relatório refletindo as visões de todas as partes, sem faltar o governo.”

“Contudo, em minha primeira missão como Relator Especial para o Irã, estudarei um amplo leque de questões de direitos humanos ao encontrar ativistas da diáspora iraniana, supostas vítimas de violações de direitos humanos, organizações intergovernamentais e da sociedade civil”, explica Shaheed. “As informações coletadas na Alemanha, Bélgica e França ajudarão a compilar meu relatório para o Conselho de Direitos Humanos em março de 2012.”