ONU-Habitat e governo do Ceará formalizam parceria para projeto de desenvolvimento urbano

O objetivo da parceria é promover o intercâmbio e realizar ações efetivas na transformação da região. O protocolo pretende fazer o monitoramento e planejamento urbano e social dos municípios impactados por grandes empreendimentos.

Complexo industrial e portuário do Pecém. Foto: Flickr/Otávio Nogueira (CC)

Complexo industrial e portuário do Pecém. Foto: Flickr/Otávio Nogueira (CC)

O governo do Ceará formalizou na última terça-feira (26) uma parceria com o Programa da ONU para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) para o monitoramento e planejamento urbano e social dos municípios impactados pelo Complexo Industrial e Portuário do Pecém.

“Acabamos de assinar um protocolo de intenções para a utilização de uma metodologia piloto, desenvolvida pela ONU, que trabalha de forma integrada o desenvolvimento socioambiental propositivo. Com o projeto foi pensado um planejamento a curto, médio e longo prazo para o crescimento responsável da região do entorno do Pecém”, explicou o governador Camilo Santana.

Em parceria conjunta do Instituto Dialog, o objetivo da assinatura é promover o intercâmbio e realizar ações efetivas na transformação da região e acompanhar como os avanços do empreendimento afeta o dia a dia dos cidadãos nos municípios vizinhos.

“Este é um modelo de sucesso já utilizado em outros locais no mundo, através da ONU, em que foram impactados por grandes obras que transformaram a rotina de sua região,” disse Santana.

O ONU-Habitat tem como mandato levar a cabo programas e projetos para promover um desenvolvimento urbano mais inclusivo, conectado, compacto e integrado.

“Vejo aqui no Ceará um trabalho com muito potencial para o desenvolvimento socioeconômico e ambiental”, citou o diretor regional para América Latina e o Caribe do Programa das ONU-Habitat, Elkin Velasquéz.