ONU-Habitat: Autoridades assinam Compromisso de Curitiba para investir em cidades inteligentes

Prefeitos de várias cidades do mundo e diretores executivos de empresas nacionais e internacionais com operações no Brasil adotaram o documento no maior evento da América Latina sobre sustentabilidade nas cidades.

O encontro colocou em evidência a importância da tecnologia para tornar as cidades mais inteligentes e diminuir a emissão de gás carbônico. Foto: Flickr/ Mariana Gil/EMBARQ Brasil

O encontro colocou em evidência a importância da tecnologia para tornar as cidades mais inteligentes e diminuir a emissão de gás carbônico. Foto: Flickr/ Mariana Gil/EMBARQ Brasil

O fortalecimento das parcerias público-privadas, investir em tecnologia de informação, adotar medidas inovadoras de mobilidade urbana e tornar as cidades mais inteligentes são alguns dos pontos do 2º Compromisso de Curitiba, um documento assinado pelos prefeitos de várias cidades do mundo e diretores executivos de empresas nacionais e internacionais com operações no Brasil durante o Smart City Business Congress&Expo America, o maior evento da América Latina sobre sustentabilidade nas cidades, em Curitiba.

O documento foi apresentado aos representantes do ONU-Habitat e servirá de referência para a Terceira Conferência da ONU sobre Habitação e Desenvolvimento Urbano Sustentável, Habitat III, em outubro de 2016, em Quito, Equador.

“O 2º Compromisso de Curitiba enfatiza a cooperação público-privado para mobilizar recursos e melhorar o acesso da população a serviços de qualidade. É o reconhecimento do setor privado com a responsabilidade social, como em muitas cidades europeias “, disse o representante da ONU-Habitat no evento, Claudio Acioly.

Para o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, o encontro colocou em evidência a importância da tecnologia para tornar as cidades mais inteligentes e as medidas de redução das emissões de gás carbônico nas cidades. “O transporte público e privado é um dos grandes emissores, mas em Curitiba estamos incentivando e desenvolvendo novos modos de transporte, como bicicletas, carros 100% elétricos, ônibus híbridos de quarta geração, entre outros”, disse o prefeito.