ONU expressa preocupação com mortes de crianças e uma mulher afegãs em ataque dos EUA

Crianças afegãs brincam na neve. Foto: UNAMA/Aurora Verceles Alambra

A ONU expressou nesta segunda-feira (8) “séria preocupação” com a morte de uma mulher e de pelo menos 10 crianças afegãs em um confronto armado, durante uma operação conjunta das forças armadas nacionais com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) contra os talibãs no leste da província de Kuna. Sete pessoas também ficaram feridas.

“As forças de segurança nacionais afegãs e as forças militares internacionais devem tomar todas as medidas destinadas a prevenir danos a civis durante as operações militares, incluindo os que envolvem o uso da força aérea”, afirmou um comunicado da Missão de Assistência da ONU no Afeganistão (UNAMA).

Relatórios dão conta de que as crianças e a mulher foram mortas durante um ataque aéreo dos Estados Unidos, que também tirou a vida de um comandante talibã no distrito de Shaigal Wa Shiltan, perto da fronteira com o Paquistão.

Os Estados Unidos compõe a maior parte das forças internacionais lideradas pela OTAN na batalha contra o Talibã.

De acordo com um relatório da UNAMA publicado em fevereiro, o número de civis afegãos mortos ou feridos caiu 12% em 2012. Foi a primeira queda desde que a ONU começou a monitorar esses números. Entretanto, ataques a mulheres e crianças, assim como ameças a partidários do governo, têm aumentado.