ONU elogia relatório final sobre voo 17 da Malaysia Airlines derrubado na Ucrânia em 2014

Membros da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) monitoramento especial na Ucrânia examinam a queda do MH17. Foto: OSCE/Evgeniy Maloletka

A Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO), agência especializada da ONU, parabenizou nesta terça-feira (13) o relatório final sobre a queda do voo MH17 da Malaysia Airlines em julho de 2014, em Donetsk, Ucrânia. O documento concluiu que o avião foi derrubado por míssil na parte leste do país, onde havia um conflito armado, matando os 298 passageiros a bordo.

“Agora que a Agência de Segurança Holandesa chegou ao seu relatório final, a ICAO revisará suas recomendações aplicáveis à nossa organização e respondendo à medida que garanta que o transporte aéreo continue sendo a forma mais segura de viajar”, afirmou o presidente do órgão, Olumuyiwa Benard Aliu.

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban ki-moon também elogiou o relatório final, reafirmando seu apoio à resolução 2166 (2014), aprovado pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas, que pede a responsabilização dos que violaram as regras do direito internacional, total acesso ao local da queda do avião e o fim das atividades militares na região do acidente. Ban ki-moon também ofereceu um tributo às vítimas inocentes nesse “trágico dia”.