ONU elogia formação de novo governo no Líbano

Conselho de Segurança e secretário-geral destacaram a importância de assegurar a aplicação eficaz da resolução 1701 do Conselho, que pôs fim à guerra de 2006 entre Israel e o grupo libanês Hezbollah.

Força de paz da ONU em patrulha no Líbano. Foto: UNIFIL

Força de paz da ONU em patrulha no Líbano. Foto: UNIFIL

O Conselho de Segurança das Nações Unidas e o secretário-geral da Organização, Ban Ki-moon, saudou o anúncio da formação de um novo governo no Líbano no sábado (15), felicitando o primeiro-ministro Tamam Salam “sobre este importante passo”.

Em um comunicado divulgado por seu porta-voz, em Nova York, o chefe da ONU encorajou os líderes políticos do Líbano a construir o engajamento construtivo que levou à formação do novo governo para garantir que a próxima eleição presidencial do país seja realizado com sucesso dentro do prazo fixado por lei.

“O secretário-geral presta uma homenagem à saída do primeiro-ministro Najib Mikati por sua liderança”, disse o comunicado, que acrescentou que a ONU está ansiosa para trabalhar com o novo governo em seus esforços para servir o povo do Líbano e assegurar a aplicação eficaz da resolução 1701 do Conselho de Segurança, bem como outras resoluções que permanecem essenciais para a estabilidade do país.

A resolução 1701, que pôs fim à guerra de 2006 entre Israel e o grupo libanês Hezbollah, apela para o respeito à chamada “Linha Azul”, o desarmamento de todas as milícias no Líbano e um fim para o contrabando de armas na região.

O Conselho de Segurança também felicitou os acontecimentos políticos no Líbano e disser aguardar “com expectativa” a participação construtiva do novo governo na comunidade internacional, em particular a apoiada pela Grupo apoiado pela ONU de Apoio Internacional para o Líbano.

O Conselho destacou também a necessidade de o governo manter a tradição democrática de longa data do Líbano.