ONU e parceiros promovem atividades esportivas e de lazer em sete cidades brasileiras

A Rede Esporte pela Mudança Social (REMS), em parceria com a fabricante de artigos esportivos Nike e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lembram o Dia Internacional do Esporte para o Desenvolvimento e pela Paz, 6 de abril. Para marcar a data, as organizações promovem no próximo fim de semana em diversas cidades brasileiras a terceira edição do “Esporte na Rua”.

Mais de 500 voluntários — entre educadores, assistente sociais e atletas — estarão à frente de atividades físicas, esportivas e brincadeiras gratuitas oferecidas à população. No sábado, o evento ocupará espaços públicos em Brasília (DF), Ribeirão Preto (SP), Curitiba (PR) e Rio de Janeiro (RJ). No domingo (7), de São Paulo (SP), Maracanaú (CE) e Jequitinhonha (MG). Veja a programação.

São Paulo terá atividades esportivas e de lazer nas ruas no domingo (7). Foto: Rede Esporte Pela Mudança Social

São Paulo terá atividades esportivas e de lazer nas ruas no domingo (7). Foto: Rede Esporte Pela Mudança Social

A Rede Esporte pela Mudança Social (REMS), em parceria com a fabricante de artigos esportivos Nike e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lembram o Dia Internacional do Esporte para o Desenvolvimento e pela Paz, 6 de abril. Para marcar a data, as organizações promovem no próximo fim de semana em diversas cidades brasileiras a terceira edição do “Esporte na Rua”.

Mais de 500 voluntários — entre educadores, assistente sociais e atletas — estarão à frente de atividades físicas, esportivas e brincadeiras gratuitas oferecidas à população. No sábado, o evento ocupará espaços públicos em Brasília (DF), Ribeirão Preto (SP), Curitiba (PR) e Rio de Janeiro (RJ). No domingo (7), de São Paulo (SP), Maracanaú (CE) e Jequitinhonha (MG).

O diretor-executivo do Instituto Família Barrichello, organização responsável pela secretaria-executiva da REMS, William de Oliveira, defendeu a necessidade de democratizar a atividade física e o lazer de qualidade, promovendo saúde e bem-estar. “O esporte é uma ferramenta muito rica para promover desenvolvimento humano”, afirmou.

Para a coordenadora da REMS, Ana Luiza Carranca, ocupar o espaço público pode ser uma alternativa para a mudança. “O espaço público deve ser utilizado para beneficiar a população de diferentes maneiras. Por isso, estamos movimentando toda nossa rede e a população para que ocupem as ruas com esporte e atividade física”.

A expectativa é de que o evento atraia cerca de 3 mil pessoas nas sete cidades participantes.

Programação

Sábado, 6 de abril

Brasília receberá a população no Parque Três Meninas, de Samambaia, entre as 9h e as 11h. Uma das principais atrações será uma estrutura inflável com quase 40 m² e 3 metros de altura, apresentada pelo CER Samambaia, que realizará também oficinas de iniciação ao rugby. O Instituto Joaquim Cruz, a Capital Feminina Futebol Clube e a Ajax Estrutural também entrarão no rodízio de atividades e levarão aos participantes oficinas de atletismo, torneios de golzinho e grupos de capoeira. Haverá também ginástica rítmica e brincadeiras de rua. São parceiros do evento nesse local: Mestre Catito, Instituto Incubadora, Curumim Cultural e Viva Voluntário.

Ribeirão Preto receberá atividades promovidas pela Associação Pró Esporte e Cultura (APEC) e pela Associação Brasileira de Psicologia do Esporte, membros da REMS. Também são parceiros do evento no local: a AACE, a Prefeitura Municipal, por meio das Secretarias de Cultura, de Esportes, de Saúde e de Assistência Social, a Kataventu’s e a Goal Projetos. O evento será no CEU das Artes, das 9h30 às 11h30, e contará com atividades como aquecimento, caminhada e futebol.

Curitiba será a cidade-sede para o “Esporte na Rua”, no Sul do país. O local escolhido para a realização das atividades é o Centro de Iniciação Esportiva do Parque Peladeiro. Estão previstas atividades como minivôlei, futebol freestyle, futebol de rua e mini-tênis, entre as 9h e as 13h. Participam nesse local: Instituto Futebol de Rua, Instituto Compartilhar, Instituto Guga Kuerten, Atleta Bom de Nota e Clube de Regatas Curitiba

O Rio de Janeiro receberá o evento na Vila Olímpica de Deodoro, das 9h às 12h, com atividades como simulação de vela, tchoukball e judô. As organizações participantes são: Fundação Gol de Letra, Luta pela Paz, Instituto Reação, Instituto Rumo Náutico, Instituto Bola Pra Frente, FIRJAN, ICA, Urece Esporte e Cultura e Instituto Promundo.

Domingo, 7 de abril

São Paulo recebe brincadeiras de rua e esportes variados, como tênis, futebol e padminton, na esquina da Avenida Paulista com a Alameda Ministro Rocha Azevedo, das 10h às 13h45. As atividades são organizadas pelo Instituto Corrida Amiga, Fundação Tênis, Projeto Vida Corrida, Instituto Patrícia Medrado, EPROCAD, Fundação Gol de Letra, HURRA!, Instituto Passe de Mágica, Instituto Esporte & Educação, Instituto Família Barrichello, Prodhe, Plan International e Instituto Cades. O SESC São Paulo também oferecerá diversas atividades em unidades variadas, como ciclismo, patins, futevôlei e tai chi chuan. Nesta edição, uma novidade: caminhada esportiva pela Avenida Paulista.

Maracanaú receberá a população na Praça do IFCE – Campus Maracanaú, entre as 7h30 e as 11h. Serão realizadas clínicas de beisebol, futebol, jogos cooperativos, capoeira e karatê. As atividades são oferecidas pelo Instituto Esporte Mais, Núcleo de Desenvolvimento Local, Instituto Povos do Mar e Instituto Bia e Laura Fiuza. São parceiros locais a Secretaria de Esporte e Lazer de Maracanaú, a Associação D’eficiente Superando Limites, os Atletas de Cristo, a Liga Maracanauense de Desporto, a Associação Clube de Maracanaú e o Instituto Paulo Vieira.

Jequitinhonha estreia sua participação no evento com a Associação da Criança e do Adolescente de Itaobim, na Praça da Igreja Matriz São Miguel, das 9h às 11h. Serão realizadas caminhada, aula de defesa pessoal, capoeira, jiu jtsu, entre outras atividades. São parceiros do evento no local: o Conselho de Amigos das Crianças de Jequitinhonha, a Prefeitura Municipal de Jequitinhonha, a ChildFund Brasil e a Associação Comunitária do Munícipio de Medina.

Para mais informações, acesse o site da REMS.


Comente

comentários