ONU e parceiros pedem US$ 39 milhões para apoiar 400 mil pessoas atingidas por enchentes no Peru

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

De acordo com o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários, mais de 2,5 milhões de pessoas estão em áreas onde podem ocorrer novos deslizamentos de terras e atingidas por doenças transmitidas pela água. Além disso, cerca de 2 milhões de crianças permanecem fora da escola.

Agente humanitária da ONU no Peru. Foto: PNUD Peru / Mónica Suarez Galindo

Agente humanitária da ONU no Peru. Foto: PNUD Peru / Mónica Suarez Galindo

A ONU e parceiros humanitários lançaram na semana passada (7) um apelo por 39,2 milhões de dólares para fornecer assistência imediata a mais de 400 mil pessoas afetadas pelas recentes inundações no Peru.

De acordo com o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA), mais de 2,5 milhões de pessoas são suscetíveis a novos deslizamentos de terras e a doenças transmitidas pela água. Além disso, cerca de 2 milhões de crianças permanecem fora da escola.

O OCHA informou que as áreas prioritárias cobertas pelo apelo incluem abrigo, água, saneamento e higiene, alimentação e recuperação precoce.

Em relatório sobre a situação, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) observou que o departamento de Piura foi o mais atingido pelo desastre natural e continua sendo atingido pelas fortes chuvas.

As autoridades peruanas declararam estado nacional de emergência para o departamento e pediram à comunidade internacional que forneça assistência o quanto antes. O UNICEF é uma das agências internacionais que está apoiando o governo na proteção das pessoas afetadas.


Mais notícias de:

Comente

comentários