ONU e parceiro lançam manuais de arquitetura para hospitais universitários

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) lançaram nesta segunda-feira (24) em Brasília (DF) manuais de arquitetura para os hospitais universitários federais vinculados à instituição.

Os manuais serão úteis para padronizar os projetos de arquitetura dos hospitais da rede EBSERH seguindo parâmetros de humanização e sustentabilidade. Além disso, consideram as diferenças regionais dos locais em que há hospitais da rede no país e os parâmetros de acessibilidade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) lançaram nesta segunda-feira (24) manuais de arquitetura para os hospitais universitários federais vinculados à instituição. O lançamento ocorreu durante o Seminário de Qualificação e Manutenção dos Ativos de Infraestrutura Física da Rede Ebserh, em Brasília (DF).

Os manuais de “Especificação de materiais de revestimento em hospitais universitários” e “Diretrizes de Sustentabilidade para projetos de arquitetura e engenharia em Hospitais Universitários” serão úteis para padronizar os projetos de arquitetura dos hospitais da rede EBSERH seguindo parâmetros de humanização e sustentabilidade. Além disso, consideram as diferenças regionais dos locais em que há hospitais da rede no país e os parâmetros de acessibilidade.

Os manuais são resultado do projeto de cooperação realizado entre o UNOPS e a EBSERH. Durante a cooperação, que vai até 2019, também foram elaborados documentos como roteiros de planejamento assistencial hospitalar e de análise de projetos e documentação padronizada de suporte.

Manuais são ferramentas para ODS

O manual de sustentabilidade conta com orientações que contribuem para a economia de recursos, como água e energia. Raquel Habe, Engenheira Civil da EBSERH, explica que ele traz diretrizes para se adotar práticas e materiais que reduzam o impacto ambiental, alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030. Já o manual de revestimentos é importante em função do impacto no custo de manutenção da unidade de saúde e para a humanização dos espaços.

“O objetivo destes manuais é ter uma aplicação prática”, facilitando os trabalhos das áreas técnicas da empresa, explica o gerente de projetos do UNOPS, Rafael Esposel. Atualmente, os conceitos dos manuais já estão sendo aplicados em projetos-piloto de sete HUFs, sendo que os HUF UNIFAP- Macapá-AP e a Unidade Materno Infantil de Dourados – UFGD já estão em fase de obras.

Transferência de Conhecimento

Além do lançamento dos manuais, UNOPS e EBSERH promovem um ciclo de palestras no qual convidados nacionais e internacionais vão tratar de temas da arquitetura hospitalar com foco nas etapas do ciclo de vida da infraestrutura: projeto, construção e manutenção. A programação, que vai até quinta-feira (27), é voltada para os profissionais técnicos das áreas de engenharia e arquitetura da rede de hospitais sob gestão da EBSERH.

Presente na mesa de abertura do evento, Claudia Valenzuela, representante do UNOPS no Brasil, destacou que o objetivo deste tipo de cooperação é ampliar a capacidade dos países e compartilhar conhecimentos. Já Alessandra Ambrósio, coordenadora-geral de Cooperação Técnica com a CPLP da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), ressaltou que “esse seminário reproduz exatamente o que se espera da cooperação técnica internacional”.

O vice-presidente da Rede EBSERH, Arnaldo Medeiros, também ressaltou a importância da troca de conhecimento entre as instituições. “Além de possibilitar a criação de projetos para novos edifícios, novos hospitais, a EBSERH terá ainda o incremento de novas tecnologias, uma vez que os manuais transferem o conhecimento do UNOPS, podendo replicá-los para projetos futuros”, explicou Medeiros.

Segue a lista de Hospitais Universitários Federais (HUFs) cujo projeto segue as diretrizes dos novos manuais: Complexo Ambulatorial de Vitória – UFES; Complexo Ambulatorial e Unidade da Criança e Adolescente HUB – UNB; HUF UFCG – Cajazeiras-PB; HUF UNIFAP- Macapá-AP; Unidade Materno Infantil de Dourados – UFGD; Unidade Materno Infantil de Salvador – UFBA; Unidade Materno-Infantil de Natal – UFRN.

UNOPS

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) é um organismo operacional das Nações Unidas. Em todo o mundo, o escritório apoia o Sistema ONU, seus parceiros e governos a fornecer soluções nas áreas de assistência humanitária, desenvolvimento, paz e segurança. Sua missão é ajudar as pessoas a melhorarem suas condições de vida e os países a alcançarem a paz e o desenvolvimento sustentável, alinhado com os objetivos da Agenda 2030.

O UNOPS enfoca seu trabalho na implementação de projetos e está comprometido com os valores das Nações Unidas e com a eficiência do setor privado. É a único organismo da ONU que não recebe financiamento básico do sistema.

Os serviços prestados pelo UNOPS abrangem as áreas de infraestrutura, gerenciamento de projetos, compras, gestão financeira e recursos humanos. Os parceiros solicitam os serviços para complementar suas próprias capacidades, aumentar a velocidade, reduzir riscos, promover a relação custo-benefício e melhorar a qualidade de seus projetos em diferentes áreas.

EBSERH

Vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 40 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à EBSERH.