ONU e parceiros discutem financiamento para combate à AIDS, tuberculose e malária

Organização estima que sejam necessários cerca de 87 bilhões de dólares para ajudar no combate às três doenças e salvar milhões de vidas.

Equipamento para tuberculose. Foto: IRIN / David Gough

Equipamento para tuberculose. Foto: IRIN / David Gough

Representantes da ONU e parceiros de diversos segmentos encerraram na quarta-feira (10) as discussões sobre o financiamento de cerca de 87 bilhões de dólares requeridos pelo Fundo Global apoiado Organização para controlar a ameaça representada pelo HIV/aids, tuberculose e malária entre 2014 e 2016.

“Se nós não aproveitarmos este momento, vamos lidar com essas doenças durante gerações”, disse o Diretor Executivo do Fundo Global de Luta contra Aids, Tuberculose e Malária, Mark Dybul, em Bruxelas. “Estas são ocasiões que não se veem com muita frequência. Podemos alcançar uma mudança histórica no mundo e é para isso que estamos neste planeta”, acrescentou.

De acordo com o Fundo Global, a luta contra o HIV/aids vai custar cerca de 58 bilhões de dólares no período entre 2014 e 2016, com adicional de 15 bilhões para a tuberculose e 14 bilhões para a malária.

No encontro ocorreram também apresentações sobre novos avanços na ciência e na implementação de medidas que podem aumentar o impacto dos investimentos do Fundo Global para o combate às três doenças.

Dentre as previsões apresentadas na reunião, 18 milhões de adultos poderão estar em terapia antirretroviral em 2016 (atualmente são 8 milhões), 6 milhões de pessoas podem ser salvas de tuberculose e 196 mil de malária por ano, caso haja financiamento adequado.