ONU e EUA tentam chegar a acordo para realizar conferência de paz sobre a Síria

Negociações sobre o melhor momento para que o evento possa ser realizado, quem deve participar, e como deve ser estruturado, continuam.

Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, se reúne com o secretário de Estado dos EUA, John Kerry. Foto: ONU / Mark Garten

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e o secretário de Estado dos Estados Unidos (EUA), John Kerry, afirmaram nesta quinta-feira (25) que uma solução política é a única maneira de acabar com o conflito na Síria. No entanto, uma data para a conferência que busque alcançar a solução ainda não foi definida e as negociações continuam sobre o melhor momento para que o evento possa ser realizado, quem deve participar, como deve ser estruturado e sobre as questões a serem discutidas.

Em maio, após negociações em Moscou, capital russa, Kerry e o ministro das relações exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, anunciaram que trabalhariam em conjunto para alcançar uma solução política para a crise na Síria e decidiram convocar uma conferência internacional destinada a alcançar esse objetivo.

“As ações militares e violentas devem ser interrompidas por todas as partes e, portanto, é importante ter uma conferência de paz em Genebra, Suíça, logo que possível, como conversado por Kerry e Lavrov”, disse Ban a repórteres na sede da ONU em Nova York, antes das negociações a portas fechadas entre eles.

“Mais de cem mil pessoas foram mortas e milhões de pessoas estão deslocadas ou se refugiaram em países vizinhos. Temos que por um fim a isto “, acrescentou o secretário-geral.