ONU divulga vencedores do 1º Prêmio Agricultura Familiar de Jornalismo – Região Sul do Brasil

“A ideia da premiação aos jornalistas converge para os objetivos da FAO que, no Ano Internacional da Agricultura Familiar (2014), colocou em evidência a participação deste produtor na produção de alimentos”, afirmou o representante da Organização no Brasil, Alan Bojanic.

Jornalistas profissionais receberam os prêmios durante café da manhã com produtos da agricultura familiar no Mercado Municipal de Curitiba. Foto: FAO

Jornalistas profissionais receberam os prêmios durante café da manhã com produtos da agricultura familiar no Mercado Municipal de Curitiba. Foto: FAO

“Instituímos um prêmio que mobilizou e envolveu instituições governamentais e não governamentais, de cooperativas a sindicatos de categorias não necessariamente envolvidas com a agricultura familiar, que entenderam e imediatamente apoiaram a iniciativa, comprovando a importância da agricultura familiar no processo de produção de alimentos”, disse o oficial da Unidade de Coordenação de Projetos da ONU/FAO no Sul do Brasil, Carlos Biasi, ao abrir a cerimônia de premiação do 1º Prêmio Agricultura Familiar de Jornalismo – Região Sul do Brasil.

“A ideia da premiação aos jornalistas converge para os objetivos da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) que, no Ano Internacional da Agricultura Familiar (2014), colocou em evidência a participação deste produtor na produção de alimentos”, afirmou o representante da  Organização no Brasil, Alan Bojanic, lembrando que 2015 é o Ano da Conservação dos Solos: “Sem solo não há produção”.

Biasi lembrou ainda a qualidade dos trabalhos inscritos, dizendo que os vencedores poderão fazer parte da plataforma de boas práticas da FAO, criada para difundir os bons exemplos da agricultura familiar.

Para o coordenador do prêmio, Mario Luiz Milani, “nesse processo como um todo, saudamos dois personagens: o agricultor e sua família, que produzem quase 70% do alimento que consumimos, e o jornalista profissional, que valoriza este trabalho, levando-o ao conhecimento da população”.

Conheça os vencedores

Jessica Carolina Moreira, com a reportagem “Da terra para a mesa: nossa saúde pede a pureza de um alimento orgânico”, veiculada no programa Vitrine, da TV Tarobá, Cascavel, PR, ganhou o primeiro lugar na categoria Mídia Eletrônica (TV). Em segundo ficou Maristani Weland, com a reportagem “Agricultura familiar: comprometimento empreendedor”, veiculada pela RBS Porto Alegre. Em terceiro na categoria ficou Jucinei Adriano Cardoso, com a matéria “Acolhida na colônia”, veiculada pela TV Assembleia, em Santa Catarina.

Na categoria Mídia Impressa, foi vencedor Leandro Luís Mariani Mittmann, com o trabalho “O perfil do futuro agricultor familiar”, publicado na revista A Granja, no Rio Grande do Sul. Em segundo ficou Ricardo José Rossi, com a reportagem “Um sonho possível”, publicada na revista Paraná Cooperativo. Em terceiro, Alessandra Hernandes Ogeda, com a matéria “Nova geração no campo”, publicada no RIC Jornal, em Santa Catarina.

Por fim, a categoria Mídia Digital premiou em primeiro lugar Emílio Guilherme Drews Neto, com a matéria “Agricultura familiar: a força que alimenta o mundo”, publicada no site Jornal NH, em Novo Hamburgo, RS. Em segundo ficou Clarinha Glock, com a reportagem “Cresce 20% ao ano a produção de arroz sem agrotóxico”, publicada no site Extra Classe, de Porto Alegre, RS. Em terceiro, Cíntia Patrícia Junges, com a matéria “Ouro verde no Norte Pioneiro”, publicada no site da Gazeta do Povo, em Curitiba, PR.

Considerando a boa qualidade dos trabalhos apresentados, a Unidade de Coordenação da FAO Região Sul do Brasil fará a entrega de Certificados de Menção Honrosa aos jornalistas Adriana Justi da Silva (Curitiba/PR – G1 Globo), Carlos Guimarães Filho (Curitiba/PR – Gazeta do Povo), Cinthia Andruchak Freitas (Florianópolis/SC – Epagri), Eduardo Caspary Schiefelbein (Porto Alegre/RS – SDR), Júlia Otero (Pelotas/RS – Rádio Gaucha), Luciany dos Santos Franco (Marechal Cândido Rondon/PR – O Presente), Maurício Rebellato (Santa Rosa-RS, RBS TV), Rejane Castilho V. da Costa (Porto Alegre/RS – Rádio Gaucha), Ricardo Luiz Düren (Santa Cruz do Sul/RS – Gazeta do Sul) e Talita Amaral (Maringá/PR – Rede Massa/TV Tibagi).


Comente

comentários