ONU divulga vencedores do 1º Prêmio Agricultura Familiar de Jornalismo – Região Sul do Brasil

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

“A ideia da premiação aos jornalistas converge para os objetivos da FAO que, no Ano Internacional da Agricultura Familiar (2014), colocou em evidência a participação deste produtor na produção de alimentos”, afirmou o representante da Organização no Brasil, Alan Bojanic.

Jornalistas profissionais receberam os prêmios durante café da manhã com produtos da agricultura familiar no Mercado Municipal de Curitiba. Foto: FAO

Jornalistas profissionais receberam os prêmios durante café da manhã com produtos da agricultura familiar no Mercado Municipal de Curitiba. Foto: FAO

“Instituímos um prêmio que mobilizou e envolveu instituições governamentais e não governamentais, de cooperativas a sindicatos de categorias não necessariamente envolvidas com a agricultura familiar, que entenderam e imediatamente apoiaram a iniciativa, comprovando a importância da agricultura familiar no processo de produção de alimentos”, disse o oficial da Unidade de Coordenação de Projetos da ONU/FAO no Sul do Brasil, Carlos Biasi, ao abrir a cerimônia de premiação do 1º Prêmio Agricultura Familiar de Jornalismo – Região Sul do Brasil.

“A ideia da premiação aos jornalistas converge para os objetivos da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) que, no Ano Internacional da Agricultura Familiar (2014), colocou em evidência a participação deste produtor na produção de alimentos”, afirmou o representante da  Organização no Brasil, Alan Bojanic, lembrando que 2015 é o Ano da Conservação dos Solos: “Sem solo não há produção”.

Biasi lembrou ainda a qualidade dos trabalhos inscritos, dizendo que os vencedores poderão fazer parte da plataforma de boas práticas da FAO, criada para difundir os bons exemplos da agricultura familiar.

Para o coordenador do prêmio, Mario Luiz Milani, “nesse processo como um todo, saudamos dois personagens: o agricultor e sua família, que produzem quase 70% do alimento que consumimos, e o jornalista profissional, que valoriza este trabalho, levando-o ao conhecimento da população”.

Conheça os vencedores

Jessica Carolina Moreira, com a reportagem “Da terra para a mesa: nossa saúde pede a pureza de um alimento orgânico”, veiculada no programa Vitrine, da TV Tarobá, Cascavel, PR, ganhou o primeiro lugar na categoria Mídia Eletrônica (TV). Em segundo ficou Maristani Weland, com a reportagem “Agricultura familiar: comprometimento empreendedor”, veiculada pela RBS Porto Alegre. Em terceiro na categoria ficou Jucinei Adriano Cardoso, com a matéria “Acolhida na colônia”, veiculada pela TV Assembleia, em Santa Catarina.

Na categoria Mídia Impressa, foi vencedor Leandro Luís Mariani Mittmann, com o trabalho “O perfil do futuro agricultor familiar”, publicado na revista A Granja, no Rio Grande do Sul. Em segundo ficou Ricardo José Rossi, com a reportagem “Um sonho possível”, publicada na revista Paraná Cooperativo. Em terceiro, Alessandra Hernandes Ogeda, com a matéria “Nova geração no campo”, publicada no RIC Jornal, em Santa Catarina.

Por fim, a categoria Mídia Digital premiou em primeiro lugar Emílio Guilherme Drews Neto, com a matéria “Agricultura familiar: a força que alimenta o mundo”, publicada no site Jornal NH, em Novo Hamburgo, RS. Em segundo ficou Clarinha Glock, com a reportagem “Cresce 20% ao ano a produção de arroz sem agrotóxico”, publicada no site Extra Classe, de Porto Alegre, RS. Em terceiro, Cíntia Patrícia Junges, com a matéria “Ouro verde no Norte Pioneiro”, publicada no site da Gazeta do Povo, em Curitiba, PR.

Considerando a boa qualidade dos trabalhos apresentados, a Unidade de Coordenação da FAO Região Sul do Brasil fará a entrega de Certificados de Menção Honrosa aos jornalistas Adriana Justi da Silva (Curitiba/PR – G1 Globo), Carlos Guimarães Filho (Curitiba/PR – Gazeta do Povo), Cinthia Andruchak Freitas (Florianópolis/SC – Epagri), Eduardo Caspary Schiefelbein (Porto Alegre/RS – SDR), Júlia Otero (Pelotas/RS – Rádio Gaucha), Luciany dos Santos Franco (Marechal Cândido Rondon/PR – O Presente), Maurício Rebellato (Santa Rosa-RS, RBS TV), Rejane Castilho V. da Costa (Porto Alegre/RS – Rádio Gaucha), Ricardo Luiz Düren (Santa Cruz do Sul/RS – Gazeta do Sul) e Talita Amaral (Maringá/PR – Rede Massa/TV Tibagi).


Mais notícias de:

Comente

comentários