ONU destina US$ 6 mi para apoiar afetados pela violência na República Centro-Africana

O Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) aprovou a liberação de 6 milhões de dólares do Fundo Central de Resposta de Emergência (CERF, na sigla em inglês) para apoiar a entrega de assistência humanitária a milhares de pessoas afetadas pela violência na República Centro-Africana.

Crianças deslocadas buscam segurança com suas famílias em quintal de igreja de Kaga Bandoro, República Centro-Africana. Foto: UNICEF/Daniel Timme

Crianças deslocadas buscam segurança com suas famílias em quintal de igreja de Kaga Bandoro, República Centro-Africana. Foto: UNICEF/Daniel Timme

O Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) aprovou na terça-feira (31) a liberação de 6 milhões de dólares do Fundo Central de Resposta de Emergência (CERF, na sigla em inglês) para apoiar a entrega de assistência humanitária a milhares de pessoas afetadas pela violência na República Centro-Africana.

De acordo com o subsecretário-geral da ONU para Assuntos Humanitários, Stephen O’Brien, os recursos permitirão que o Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA) alcance cerca de 36.800 pessoas em insegurança alimentar devido às crises desencadeadas no final do ano passado em Bria, em Bambari e em Kaga-Bandoro.

A escalada da violência nos últimos meses de 2016 não só levou a novos deslocamentos, mas também causou um declínio significativo das atividades comerciais nessas regiões. “A comunidade humanitária está profundamente preocupada com o fato de uma crise ligada à escassez de comida e ao aumento dos preços dos alimentos essenciais agravar uma situação que já é extremamente preocupante”, advertiu o chefe do OCHA no país, Joseph Inganji.

O OCHA informou que a alocação do CERF, com aproximadamente 3.600 toneladas de alimentos, atenderá às necessidades alimentares urgentes por quatro meses. Em Bria e em áreas próximas, localizadas a cerca de 600 quilômetros a nordeste da capital Bangui, 12.800 pessoas afetadas receberão assistência.

Da mesma forma, cerca de 10 mil pessoas em Bambari, Grimari e região (cerca de 300 quilômetros de Bangui), e 14 mil pessoas em Kaga-Bandoro (cerca de 330 quilômetros de Bangui), também se beneficiarão da assistência.

Segundo o OCHA, o apoio do fundo cobrirá parcialmente as necessidades humanitárias urgentes de novos deslocados em matéria de segurança.

A agência da ONU observou ainda que a comunidade humanitária no país continua a buscar fundos adicionais para cobrir as necessidades remanescentes.