ONU contempla primeiro Prêmio Nelson Mandela para cidadãos da Namíbia e Portugal

O reconhecimento será entregue para a Dra. Helena Ndume, da Namíbia, e para o ex-presidente de Portugal, Jorge Fernando Branco Sampaio, como parte da comemoração anual do Dia Internacional Nelson Mandela.

Ganhadores do Prêmio Nelson Rolihlahla Mandela 2015 das Nações Unidas, Jorge Fernando Branco Sampaio e Helena Ndume. Fotos: ONU/Ryan Brown e Helena Ndume

Ganhadores do Prêmio Nelson Rolihlahla Mandela 2015 das Nações Unidas, Jorge Fernando Branco Sampaio e Helena Ndume. Fotos: ONU/Ryan Brown e Helena Ndume

O presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, Sam Kutesa, anunciou na última segunda-feira (22) que o primeiro Prêmio Nelson Rolihlahla Mandela das Nações Unidas será entregue para a Dra. Helena Ndume, da Namíbia, e para o ex-presidente de Portugal, Jorge Fernando Branco Sampaio. A cerimônia de premiação será realizada no dia 24 de julho de 2015, na sede da ONU em Nova Iorque, como parte da comemoração anual do Dia Internacional Nelson Mandela.

“O prêmio reconhece as realizações daqueles que dedicam suas vidas a serviço da humanidade através da promoção dos propósitos e princípios das Nações Unidas, honrando a vida e o legado extraordinário de reconciliação, transição política e transformação social de Nelson Mandela”, declarou Kutesa, presidente da 69º sessão da Assembleia Geral que estabeleceu o prêmio em junho de 2014.

O prêmio foi outorgado para Ndume por seu trabalho como oftalmologista no cuidado de cegueira e doenças oculares na Namíbia e em países em desenvolvimento. Já Sampaio liderou a luta para restaurar a democracia em Portugal, incluindo todo o seu mandato como prefeito de Lisboa de 1989 até 1995 e como o 18º presidente do país de 1996 até 2006.