ONU condena ‘veementemente’ novo lançamento de mísseis balísticos na Coreia do Norte

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA
Conselho de Segurança da ONU em sessão. Foto: ONU / Devra Berkowitz

Conselho de Segurança da ONU em sessão. Foto: ONU / Devra Berkowitz

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, e o Conselho de Segurança das Nações Unidas manifestaram nessa segunda-feira (13) sua forte oposição ao lançamento do último lançamento de mísseis balísticos pela Coreia do Norte, pedindo que Pyongyang cumpra plenamente suas obrigações internacionais de desnuclearização.

“O secretário-geral condena veementemente o lançamento de outro míssil balístico pela República Popular Democrática da Coreia (RPDC) no dia 12 de fevereiro”, disse seu porta-voz em comunicado.

O lançamento “é uma violação ainda mais preocupante” das resoluções do Conselho de Segurança, incluindo a resolução 2321 (2016) que reforçou as sanções contra o regime.

O secretário-geral instou a liderança da Coreia do Norte a retornar “ao caminho da desnuclearização”, ao mesmo tempo em que apelou à comunidade internacional para continuar a abordar a questão de forma unida.

O Conselho de Segurança também condenou veementemente os mais recentes lançamentos de mísseis balísticos, incluindo um anterior realizado em outubro de 2016.

Denunciando os lançamentos como violações graves das obrigações internacionais do país, o órgão da ONU que trata de temas de paz e segurança também observou que tais atividades contribuem para o desenvolvimento de sistemas de entrega de armas nucleares pela Coreia do Norte, aumentando a tensão na região.

Os membros do Conselho de Segurança lamentaram que o governo norte-coreano esteja desviando recursos para a busca de mísseis balísticos, enquanto os cidadãos do país “têm grandes necessidades não satisfeitas”.


Comente

comentários