ONU condena ataque contra trabalhadores humanitários na República Centro-Africana

Novas tensões comunitárias deixaram ao menos cinco civis mortos e forçaram a retirada de oito feridos.

Ponto de distribuição de ajuda em Bangui, República Centro-Africana (RCA). Foto: OCHA

Ponto de distribuição de ajuda em Bangui, República Centro-Africana (RCA). Foto: OCHA

As Nações Unidas condenaram fortemente nesta segunda-feira (24) o o ataque contra trabalhadores humanitários que ocorreu no dia 20 de agosto em Bambari, na República Centro-Africana (RCA) e feriu uma equipe da Cruz Vermelha.

“Eu condeno a violência e apelo a todos os combatentes que respeitem e protejam os trabalhadores humanitários que prestam assistência a milhares de pessoas afetadas pela crise no país”, disse o coordenador humanitário das Nações Unidas e vice-representante especial para a Missão Multidimensional Integrada de Estabilização das Nações Unidas na República Centro-Africana (MINUSCA), Aurélien A. Agbénonci, em um comunicado de imprensa.

A violência ocorreu no contexto de novas tensões entre comunidades e causou a morte de pelo menos cinco civis e a evacuação de oito feridos para centros de saúde em Bambari. Os trabalhadores humanitários têm sofrido graves consequências no país no exercício de suas funções, com 19 mortes desde o início da crise no final de 2012.

“Ataques contra trabalhadores humanitários reduzem sua habilidade de desempenhar atividades essenciais, deixamos as pessoas mais vulneráveis na RCA em uma situação de risco”, disse Agbénonci.