ONU condena ataque contra agentes humanitários no norte no Sudão do Sul

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA) condenou ataque que deixou três agentes humanitários mortos na cidade de Wau, na região noroeste do Sudão do Sul, durante a violência que assolou a cidade na semana passada.

Campo de refugiados em Wau, no Sudão do Sul. Foto: OCHA/Guiomar Pau Sole

Campo de refugiados em Wau, no Sudão do Sul. Foto: OCHA/Guiomar Pau Sole

O Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA) condenou na semana passada (14) o ataque que deixou três agentes humanitários mortos em Wau, no Sudão do Sul, durante a violência que assolou a cidade há poucos dias.

Em um comunicado à imprensa, o PMA disse que os três homens mortos – Daniel James, Ecsa Tearp e Ali Elario, todos cidadãos sul-sudaneses – aparentemente morreram na segunda-feira (10), enquanto tentavam chegar ao depósito da agência da ONU, onde trabalhavam como porteiros.

“Estamos indignados e com o coração partido pela morte de nossos colegas, que trabalhavam diariamente para ajudar a fornecer alimentos que salvam vidas de milhões de pessoas em necessidade no país”, disse a diretora do PMA no Sudão do Sul, Joyce Luma.

“Nossos sentimentos e condolências estão com as famílias das vítimas. As dedicações deles não serão esquecidas jamais”, continuou.

Joyce reforçou ainda a necessidade de levar os autores dos crimes à justiça. “Pedimos às autoridades do Sudão do Sul que responsabilizem os perpetradores por essa violência indizível”, frisou.


Mais notícias de:

Comente

comentários