ONU condena assassinato brutal de dezenas de estudantes em faculdade no nordeste da Nigéria

Pelo menos 29 jovens morreram no ataque, realizado por homens armados não identificados na faculdade federal de Buni Yadi, no estado de Yobe.

Um carro atravessa um posto de controle militar em Maiduguri após a ofensiva do governo nigeriano, em 2013, contra acampamentos do grupo terrorista Boko Haram no nordeste. Foto: IRIN/Aminu Abubakar

Um carro atravessa um posto de controle militar em Maiduguri após a ofensiva do governo nigeriano, em 2013, contra acampamentos do grupo terrorista Boko Haram no nordeste. Foto: IRIN/Aminu Abubakar

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou veementemente o assassinato brutal na terça-feira (25) de dezenas de estudantes em uma faculdade no nordeste da Nigéria e expressou a esperança de que os seus autores sejam rapidamente levados à justiça.

Pelo menos 29 jovens morreram no ataque, realizado por homens armados não identificados na faculdade federal de Buni Yadi, no estado de Yobe.

A região tem presenciado ataques de militantes islâmicos contra civis, incluindo estudantes e fiéis, políticos, membros de instituições governamentais e cidadãos estrangeiros.

Em um comunicado divulgado por seu porta-voz, Ban estendeu suas sinceras condolências às famílias enlutadas.

“O secretário-geral está profundamente preocupado com o aumento da frequência e brutalidade dos ataques contra instituições de ensino no norte do país”, seu porta-voz acrescentou. “Ele reitera que nenhum objetivo pode justificar este tipo de violência.”