ONU comemora o 64º aniversário com shows, filmes e cerimônias

Aniversário reúne celebridades, shows e documentário a favor da paz.

Aniversário reúne celebridades, shows e documentário a favor da paz.

As Nações Unidas comemoraram o 64º aniversário hoje com cerimônias por todo o mundo, entre eles um show na sede em Nova York e um pronunciamento do Secretário-Geral Ban Ki Moon feito via vídeo mensagem divulgado durante a comemoração.

“Neste aniversário da ONU vamos reunir nossas forças em prol dos vulneráveis, os incapazes e os indefensáveis. Esse é o momento de nos unirmos para transformarmos o mundo em um lugar mais seguro, um lugar melhor. As Nações Unidas estão voltando suas forças ao máximo em direção ao problemas maiores, sempre observando o panorama geral. Estamos, gradualmente, criando um novo multilateralismo que possa trazer resultados concretos para o mundo, especialmente para aqueles que mais precisam.”

Na sede das Nações Unidas o show ocorreu na sexta a noite no salão da Assembléia Geral e teve pela primeira vez, desde o início de suas atividades um tema: “Um Tributo pela Manutenção da Paz.”

Organizada pelo Departamento de Informação Pública (DPI) e pelo Departamento de Operações pela Manutenção da Paz (DOMP), em parceria com o Projeto Cultural, uma ONG voltada para o trabalho artístico focado na justiça social e engajamento cívico, ela usou diversos tipos de manifestações artísticas para justificar a importância do trabalho pacífico da ONU.

As performances musicais incluíram John McLaughlin e banda (Reino Unido), Remember Shakti (Índia), Emmanual Jal (Sudão), Sister Fa (Senegal), Salman
Ahmad (Paquistão), Harry Belafonte (Estados Unidos), Angelique Kidjo (Benin), Lang Lang (China) e a banda colombiana, Aterciopelados. Além dessas apresentações, houve discursos de pessoas públicas e a apresentação do documentário do diretor Fisher Stevens chamado “A Guerra contra a Guerra”, que retrata os desafios e os comprometimentos dos que trabalham nesse projeto da paz, em especial os Capacetes Azuis.

O objetivo do evento foi o de criar uma maior sensibilização sobre a importância dessa missão realizada por trabalhadores da paz que estão pelo mundo. A recente tragédia na Missão de Estabilização do Haiti (MINUSTAH) que levou a morte de 11 deles em um acidente de helicóptero fez do evento de sexta o mais pungente, já que a ONU prestou homenagem as vidas perdidas.

O aniversário oficial do Dia da ONU será 26 de outubro quando a filha do rei, a Princesa Maha Chakri Sirindhorn e o Primeiro Ministro Abhisit da Tailândia são esperados para comparecer no evento. Em Genebra, o evento será comemorado com a conferência “Segurança Humana Compreensiva – da teoria a prática”, em Viena houve a publicação da revista “Juntos somos mais fortes” no dia 20 de outubro e 4 mil cópias de material de ensino nas línguas germânicas foram distribuídas para escolas secundárias em toda Áustria.

Enquanto isso na América do Sul, a Comissão Econômica da América Latina e do Caribe da ONU (CEPAL) está promovendo hoje uma cerimônia em sua sede em Santiago, no Chile.