ONU capacita mais de 12 mil angolanas para maior participação política, social e econômica

O projeto buscou contribuir para a conscientização e capacitação das mulheres no exercício dos seus direitos políticos, sociais e econômicos na sociedade, através da atribuição de subvenções a organizações da sociedade civil para a implementação de microprojetos.

Foto: PNUD Angola

Foto: PNUD Angola

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) realizou um encontro em 16 de junho em Luanda com o objetivo de criar um espaço de compartilhamento entre as seis organizações participantes da terceira fase do projeto “Promoção da Mulher Angolana através de Organizações da Sociedade Civil.”

Ao longo dos seus três anos de implementação (2012 a 2015), o projeto buscou contribuir para a conscientização e capacitação das mulheres no exercício dos seus direitos políticos, sociais e econômicos na sociedade, através da atribuição de subvenções a organizações da sociedade civil para a implementação de microprojetos. A iniciativa abrangeu 13 organizações e beneficiou mais de 12,5 mil mulheres de várias províncias da Angola.

O encontrou recomendou que se continue a apoiar, aprofundar e consolidar a capacitação das organizações da sociedade civil; a criação de um formato de plano de ação e de monitoria comum; a potencialização da relação entre as organizações e fortalecimento das parcerias entre si; maior divulgação das atividades; maior comunicação entre os departamentos municipais e comunais do Ministério da Família e Promoção da Mulher com as organizações.