ONU Brasil participa de debate da União Europeia sobre objetivos globais

Governo, sociedade civil, agências das Nações Unidas e representações diplomáticas participaram na terça-feira (10) do evento “Avanços e Desafios na Implementação da Agenda 2030: O Papel dos Diferentes Atores”.

Organizado pela delegação da União Europeia no Brasil em parceria com a embaixada da França em Brasília (DF), o evento teve como objetivo provocar a reflexão sobre os diferentes papéis para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), quatro anos após a adoção da Agenda 2030 no Brasil e na Europa.

A ONU Brasil foi representada pelo coordenador-residente das Nações Unidas no Brasil, Niky Fabiancic, que participou da mesa de abertura.

A ONU Brasil foi representada pelo coordenador-residente das Nações Unidas no Brasil, Niky Fabiancic. Foto: ONU Brasil/Isadora Ferreira

A ONU Brasil foi representada pelo coordenador-residente das Nações Unidas no Brasil, Niky Fabiancic. Foto: ONU Brasil/Isadora Ferreira

Governo, sociedade civil, agências das Nações Unidas e representações diplomáticas participaram na terça-feira (10) do evento “Avanços e Desafios na Implementação da Agenda 2030: O Papel dos Diferentes Atores”.

Organizado pela delegação da União Europeia no Brasil em parceria com a embaixada da França em Brasília (DF), o evento teve como objetivo provocar a reflexão sobre os diferentes papéis para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), quatro anos após a adoção da Agenda 2030 no Brasil e na Europa.

A ONU Brasil foi representada pelo coordenador-residente das Nações Unidas no Brasil, Niky Fabiancic, que participou da mesa de abertura juntamente com o embaixador da União Europeia no Brasil, Ignacio Ibáñez, o secretário especial de Articulação Social da Secretaria de Governo, Iury Ribeiro, o encarregado de negócios da embaixada da França, Gilles Pécassou, e a coordenadora do GT 2030, Alessandra Nilo.

O coordenador-residente destacou a importância das parcerias entre diferentes atores para que a implementação dos ODS possa avançar. “Uma das características estruturantes da Agenda 2030 é a busca de unidade em meio à diversidade, a busca de consensos. Por isso, o trabalho em parceria é tão relevante. Com a soma de forças de todos os atores, podemos alcançar resultados que seriam impossíveis de ser alcançados de forma isolada. O conjunto deve ser maior do que a soma das partes e, para isso, ninguém pode ficar de fora e ninguém pode ser deixado para trás.”

O compromisso de contemplar todas as pessoas também esteve presente na fala do representante da Secretaria de Governo. Iury Ribeiro reiterou o compromisso do Brasil com a Agenda 2030 e afirmou que o governo está trabalhando para aprimorar sua implementação. “Focamos esforços naquilo que nos une: a importância de ter uma sociedade que não deixe ninguém para trás”.

Alessandra Nilo, representante da sociedade civil, destacou em sua fala que a Agenda 2030 é um documento global, mas que também foi construída pelo governo brasileiro e dialoga diretamente com a Constituição Federal. Gilles Pécassou, por sua vez, ressaltou o combate à pobreza. “Se a experiência internacional nos ensinou algo é que vencer a pobreza não será possível com o trabalho isolado, precisamos trabalhar juntos.”

O embaixador Ibáñez falou sobre o compromisso da União Europeia com a implementação da Agenda 2030 e seus 17 ODS, que, segundo ele, só será realizada diante do compromisso global, por meio de parcerias e com o envolvimento de todas as pessoas. Ele destacou o papel fundamental das Nações Unidas em apoiar os países a levar adiante seus esforços para implementar a Agenda 2030, com respeito às políticas e prioridades nacionais. “Os ODS devem ser peça central nas relações da União Europeia com o Brasil.”

Durante o evento, foi apresentada a publicação Relatório Luz da Sociedade Civil para a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável. O relatório foi apresentado pelo economista Claudio Fernandes, consultor do GT 2030. “O Brasil (…) precisa de novas soluções, investir em tecnologias, P&D (pesquisa e desenvolvimento) e educação”, declarou.

O evento incluiu ainda um painel sobre o papel de cada setor para o alcance da Agenda 2030, reunindo reuniu representantes de ONU Brasil, Rede Brasil do Pacto Global, sociedade civil e o prefeito de Barcarena (PA), Paulo Alcântara. O prefeito relatou as conquistas do município após a adoção da Agenda 2030 como plataforma de desenvolvimento.