ONU apresenta projeto sobre esporte para a prevenção da criminalidade em evento da CBF

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O projeto ‘Vamos Nessa’, do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), usa o esporte para desenvolver habilidades pessoais entre jovens que vivem em situação de vulnerabilidade. Programa está em fase de testes em centros esportivos do Distrito Federal e do Rio de Janeiro e foi tema de apresentação da agência da ONU em workshop da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na última sexta-feira (31), em Brasília.

Projeto de agência da ONU usa esporte para promover uma cultura de paz e desenvolver habilidades pessoais entre jovens vivendo em situações de vulnerabilidade. Foto: UNODC/Kevin Town

Projeto de agência da ONU usa esporte para promover uma cultura de paz e desenvolver habilidades pessoais entre jovens vivendo em situações de vulnerabilidade. Foto: UNODC/Kevin Town

Em participação num workshop promovido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) apresentou na sexta-feira (31), em Brasília, o projeto “Vamos Nessa”. Iniciativa da agência da ONU usa o esporte para desenvolver habilidades pessoais entre jovens que vivem em situação de vulnerabilidade.

Atualmente, o programa está em fase de testes em centros esportivos do Distrito Federal e do Rio de Janeiro. O projeto deverá ser implementado em outros estados brasileiros, bem como em outros países da América Latina, do sul da África e da Ásia.

“Esse programa procura construir resiliência de jovens em situação de risco, especificamente usando o esporte como veículo para reduzir o comportamento antissocial, e ensinar habilidades para a vida envolvendo comunidades locais e trabalhando em centros esportivos e escolas”, explicou o representante do UNODC no Brasil, Rafael Franzini.

O workshop reuniu estudantes e profissionais da área de esportes para debater temas como saúde, gestão e desenvolvimento de futebol. Encontro foi promovido com o apoio da Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer de Brasília, do Hospital Home, da Comissão Nacional de Médicos do Futebol da CBF e da Federação de Futebol do Distrito Federal.

O UNODC tem discutido possíveis parcerias com a CBF para desenvolver atividades de sensibilização sobre a Declaração de Doha, documento acordado pelos Estados-membros da agência que inclui, entre outras recomendações, a prevenção do crime juvenil através da prática de atividades esportivas.


Mais notícias de:

Comente

comentários