ONU: Aliança do Pacífico e o Mercosul são responsáveis por 80% do comércio exterior da América Latina e Caribe

O documento “A Aliança do Pacífico e do Mercosul. Para a convergência na diversidade” afirma que o comércio total entre os dois grupos de países alcançou mais de 47 bilhões de dólares em 2013.

A Aliança do Pacífico (AP) e do Mercado Comum do Sul (Mercosul) representam, em conjunto, mais de 80% do comércio regional e mais de 90% do seu produto interno bruto (PIB) e dos fluxos de investimento estrangeiro direto, afirma um novo relatório da Comissão Econômica das Nações Unidas para a América Latina e Caribe (CEPAL), lançado nesta segunda-feira (24), na sede da organização em Santiago do Chile.

O estudo, intitulado ‘A Aliança do Pacífico e do Mercosul. Para a convergência na diversidade‘, lembra que ambos grupos têm entre seus membros as sete maiores economias da América Latina e do Caribe, de acordo com o tamanho do PIB, que em 2013, em ordem decrescente, eram Brasil, México, Argentina, Colômbia, Venezuela, Chile e Peru. A Aliança do Pacífico (AP) é composta pelo Chile, Colômbia, México e Peru, enquanto fazem parte do Mercosul, Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

Em 2013, o comércio total entre os dois grupos de países alcançou mais de 47 bilhões de dólares, com exportações da AP para o Mercosul na faixa de 23 bilhões, valor semelhante ao das transferências do Mercosul para a Aliança, diz o documento.

“Uma integração de características regionais, portanto, parece mais apropriada para os sinais dos tempos e as demandas de mudança estrutural para a igualdade na América Latina. A convergência gradual entre a Aliança do Pacífico e o Mercosul poderia ser uma catalisadora fundamental neste processo “, afirma a secretária executiva da CEPAL, Alicia Bárcena, no prefácio do estudo.