ONU aciona equipe humanitária no Nepal após inundações e deslizamentos

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Uma equipe humanitária da ONU foi acionada no Nepal para apoiar os esforços de resposta após severas inundações atingirem o país, disse o escritório do coordenador-residente do país nesta terça-feira (15).

Até segunda-feira (14), ao menos 66 pessoas haviam morrido, incluindo crianças, e 35 estavam desaparecidas e muitas deslocadas após inundações e deslizamentos de grande escala provocados pelas mais fortes chuvas a atingir o Nepal em 15 anos.

Pessoas deslocadas por inundações acampam em estrada no sul do Nepal. Foto: UNICEF Nepal/2017/NShrestha

Pessoas deslocadas por inundações acampam em estrada no sul do Nepal. Foto: UNICEF Nepal/2017/NShrestha

Uma equipe humanitária nacional da ONU foi acionada no Nepal para apoiar os esforços de resposta após severas inundações atingirem o país, disse o escritório do coordenador-residente nesta terça-feira (15).

Segundo o escritório, até as 11h de segunda-feira (14), 66 pessoas haviam morrido, incluindo crianças, e 35 estavam desaparecidas e muitas outras deslocadas após inundações e deslizamentos de grande escala provocados pelas mais fortes chuvas a atingir o Nepal em 15 anos.

“A extensão do desastre ainda não é conhecida, pois muitas áreas afetadas continuam inacessíveis por causa dos danos em estradas e pontes”, afirmou o informe.

Estão sendo realizadas avaliações nas áreas afetadas, que indicam algumas regiões sem energia e sem acesso à Internet, e danos em infraestruturas de transporte público. Um importante aeroporto localizado na cidade de Biratnagar (no sul do país) estaria completamente inundado.

Aumenta a preocupação com doenças transmitidas pela água, enquanto instalações médicas em pelo menos dois distritos (Mahottari e Banke) estão completamente inundadas.

“Relatos registrados nas zonas afetadas indicam que um número significativo de mulheres gestantes e lactantes, de pessoas com deficiências e outros grupos vulneráveis foram afetados”, diz o informe.

O desastre climático ocorreu num momento em que o país asiático se recuperava dos terremotos de 2015. Cinco dos 27 distritos atingidos também sofreram com os terremotos, enquanto quatro deles foram atingidos por inundações um ano antes, segundo o informe.

O escritório do coordenador-residente apontou que o impacto dos recentes acontecimentos pode se agravar devido às disparidades sociais e econômicas pré-existentes, já que alguns dos distritos mais afetados registram os índices de desenvolvimento humano (IDH) mais baixos do país.

“A experiência com as inundações de 2014 que afetaram os distritos de Banke, Bardiya, Dang e Surkhet indica que, em áreas onde a desnutrição já representa uma preocupação, o surgimento de uma emergência deste tipo pode ter um impacto repentino e muito sério nas taxas de desnutrição”, concluiu o informe.


Comente

comentários