ONU abre consulta sobre estratégia para apoiar mulheres defensoras dos direitos humanos

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Na semana em que o mundo comemora o Dia Internacional das Mulheres Defensoras dos Direitos Humanos, 29 de novembro, a ONU Mulheres lançou uma consulta pública em português para elaborar uma estratégia de apoio e proteção a essas ativistas. Iniciativa tem por objetivo conhecer os desafios enfrentados pela sociedade civil. Até 6 de janeiro de 2019, é possível enviar contribuições por meio online.

Ato inter-religioso no Rio de Janeiro. Foto: Flickr (CC)/Mídia Ninja/Luisa Medeiros

Ato inter-religioso no Rio de Janeiro. Foto: Flickr (CC)/Mídia Ninja/Luisa Medeiros

Na semana em que o mundo comemora o Dia Internacional das Mulheres Defensoras dos Direitos Humanos, 29 de novembro, a ONU Mulheres lançou uma consulta pública em português para elaborar uma estratégia de apoio e proteção a essas ativistas. Iniciativa tem por objetivo conhecer os desafios enfrentados pela sociedade civil. Até 6 de janeiro de 2019, é possível enviar contribuições por meio online.

Para participar da consulta, clique aqui.

“Somos solidárias com as centenas de milhares de defensoras dos direitos humanos que lideram a luta pela realização igualitária dos direitos humanos e das liberdades fundamentais. E reforçamos nosso compromisso em protegê-las e apoiá-las nesses esforços”, afirmou a diretora-executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka.

Por ocasião da data internacional, a agência da ONU lembra que mulheres de todo o mundo trabalham incansavelmente para defender liberdades e direitos, apesar das ameaças e da violência. Sua coragem é extraordinária e sua atividade é crucial para o avanço dos direitos humanos, completa o organismo internacional. Com a consulta, a ONU Mulheres espera reunir informações para embasar o trabalho das Nações Unidas em apoio às defensoras e defensores.


Mais notícias de:

Comente

comentários