OMS oferece bolsas para jornalistas na área de segurança e prevenção de lesões

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Até 17 de agosto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ) recebem inscrições para a bolsa 2018 de reportagens sobre segurança. Instituições selecionarão propostas de 12 repórteres de todo o mundo para financiar sua participação numa conferência em Bangkok sobre prevenção de lesões e saúde.

Jornalista acompanha coletiva de imprensa na ONU, em Genebra. Foto: ONU/Violaine Martin

Jornalista acompanha coletiva de imprensa na ONU, em Genebra. Foto: ONU/Violaine Martin

Até 17 de agosto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ) recebem inscrições para a bolsa 2018 de reportagens sobre segurança. Instituições selecionarão propostas de 12 repórteres de todo o mundo para financiar sua participação numa conferência em Bangkok sobre prevenção de lesões e saúde.

Durante a 13ª Conferência sobre Prevenção de Lesões e Promoção da Segurança, que será realizada de 5 a 7 de novembro, os profissionais de mídia terão um panorama geral sobre temas de segurança e saúde pública. Palestras de especialistas da ONU e do ICFJ abordarão riscos no trânsito, prevenção de afogamento, lesões em situações de violência e outros tópicos.

Antes do evento, os jornalistas escolhidos serão convidados para uma cúpula prévia, realizada nos dias 3 e 4 de novembro, também em Bangkok.

O programa de bolsas cobrirá todos os custos relacionados à viagem para a conferência. Para participar, os candidatos devem ser fluentes em inglês. A seleção dará prioridade para os jornalistas de países de baixa ou média renda. O processo de escolha dos participantes também dará preferência aos profissionais que ainda não participaram de uma cúpula de capacitação da OMS.

Para se inscrever, os candidatos precisam enviar:

  • Um ensaio (de no máximo 500 palavras) que explique, em detalhe, a sua motivação e objetivos para participar do evento. O texto deve incluir as três mudanças específicas que o jornalista espera realizar em seu trabalho, como resultado da conferência;
  • Pelo menos uma pauta (de 300 a 500 palavras) para um projeto detalhado de segurança ou prevenção de lesões que incorpore dados. Os candidatos podem se concentrar em seus próprios países. Também podem incluir formas de utilizar as ferramentas digitais e as redes sociais para chamar o público para um diálogo sobre temas de segurança;
  • Um compromisso em produzir pelo menos três matérias sobre segurança, durante e depois da conferência;
  • Uma carta de um editor ou chefe de redação respaldando a participação do jornalista no programa de bolsas, demonstrando a compreensão do valor do evento e apoio para publicar ou divulgar a cobertura do jornalista sobre a conferência e sua pauta;
  • Uma breve biografia (até 300 palavras);
  • Um currículo;
  • Dois exemplos de trabalho focados em segurança ou prevenção de lesões e publicados recentemente (depois de 2015).

A seleção será baseada nos seguintes critérios: qualificações profissionais dos jornalistas; experiência relevante, como interesse demonstrado pelo tema; domínio do inglês; e respaldo por parte de um chefe de redação.

Para se candidatar, clique aqui (em inglês).


Mais notícias de:

Comente

comentários