OMS e FIFA firmam acordo para promover estilos de vida saudáveis por meio do esporte

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Federação Internacional de Futebol (FIFA) celebraram na sexta-feira (4) uma colaboração de quatro anos para promover estilos de vida saudáveis por meio do esporte em todo o mundo.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, e o presidente da FIFA, Gianni Infantino, assinaram um memorando de entendimento na sede da organização internacional de saúde, em Genebra.

“A OMS está animada por trabalhar com a FIFA. Metade do mundo assistiu à Copa do Mundo de 2018. Isso significa que existe um grande potencial para dar informações a bilhões de pessoas com o intuito de ajudá-las a viver de formas mais saudáveis”, disse Tedros.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, e o presidente da FIFA, Gianni Infantino. Foto: OMS/Christopher Black

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, e o presidente da FIFA, Gianni Infantino. Foto: OMS/Christopher Black

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Federação Internacional de Futebol (FIFA) celebraram na sexta-feira (4) uma colaboração de quatro anos para promover estilos de vida saudáveis por meio do esporte em todo o mundo.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, e o presidente da FIFA, Gianni Infantino, assinaram um memorando de entendimento na sede da organização internacional de saúde, em Genebra.

“A OMS está animada por trabalhar com a FIFA. Metade do mundo assistiu à Copa do Mundo de 2018. Isso significa que existe um grande potencial para dar informações a bilhões de pessoas com o intuito de ajudá-las a viver de formas mais saudáveis”, disse Tedros.

“Estou extremamente feliz em anunciar esta colaboração com a OMS. O futebol é uma linguagem única e universal e queremos usar nossa plataforma e rede para apoiar iniciativas de saúde e promover estilos de vida saudáveis em todo o mundo”, declarou Infantino.

O acordo diferentes áreas de colaboração: advocacy para promover um estilo de vida saudável por meio do futebol; alinhamento de políticas para garantir ambientes livres de tabaco nos eventos da FIFA; incentivo às federações nacionais de futebol para adoção de políticas sem tabaco, inclusive nos estádios; e permissão à OMS para consultoria técnica à FIFA em questões de saúde.

Também prevê utilizar os eventos da FIFA para instituir melhorias duradouras em saúde e segurança; e programas e iniciativas conjuntas para aumentar a participação na atividade física por meio do futebol, de acordo com as orientações da OMS, além de trabalhar com associações e redes nacionais de embaixadores da boa vontade da OMS, jogadores de futebol, treinadores e voluntários.

A OMS e a FIFA já cooperaram para proibir o tabaco em torneios de futebol, incluindo durante a Copa do Mundo de 2018. Juntas, as duas instituições desenvolverão esforços para proteger a saúde nos eventos da FIFA e instituirão melhorias duradouras em saúde e segurança, por exemplo, em torno da higiene e prevenção de doenças.

A colaboração alavancará os pontos fortes das duas organizações para garantir que mensagens de saúde e programas relacionados a atividades físicas possam ter um grande impacto positivo na vida das pessoas em todo o mundo.