OMS afirma que existem 39 milhões de cegos no mundo

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Agência da ONU disse que outros 246 milhões sofrem de perda moderada ou severa da visão. Dia Mundial da Visão é comemorado esta quinta-feira, 10 de outubro.

OMS calcula que 19 milhões de crianças menores de 15 anos tenham problemas visuais. Foto: Banco Mundial/Armine GrigoryanEdgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

No Dia Mundial da Visão, comemorado esta quinta-feira, 10 de outubro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que existem 39 milhões de cegos no mundo.

Segundo a OMS, outros 246 milhões sofrem de perda moderada ou severa da visão, 90% dessas pessoas vivem em países em desenvolvimento.

A agência calcula que 19 milhões de crianças com menos de 15 anos tenham problemas visuais. Desse total, 12 milhões sofrem de condições que poderiam ser facilmente diagnosticadas e corrigidas.

A Organização cita que quase 1,5 milhão de menores têm o que é chamado de cegueira irreversível, e nunca mais voltarão a enxergar. A OMS diz que dois terços dessas crianças morrem até dois anos depois de ter perdido a visão.

Catarata

A agência da ONU afirma que a cirurgia de catarata é uma das mais eficazes e a que tem o tratamento com o melhor custo-benefício. Essa é a operação mais realizada nos países industrializados.

O diagnóstico precoce de problemas visuais é particularmente importante para crianças dos países em desenvolvimento.

A OMS avisa que a desnutrição combinada com doenças infecciosas, impede que milhares de bebês recebam vitamina A suficiente na África Subsaariana. A falta do nutriente representa a maior causa de perda irreversível da visão.

A ONG “Light of the World”, parceira da OMS no combate à cegueira, envia suplementos de vitamina A para a África na tentativa de salvar as crianças do problema.

Segundo a organização, cada catástrofe alimentar na África acarreta uma onda de cegueira. A falta de água e a fome também são causas da perda da visão, especialmente entre mulheres e crianças.

A OMS afirma que os problemas de visão diminuíram desde 1990 e avisa que 80% dos problemas podem ser evitados e curados.

Neste ano, a Assembleia Mundial da Saúde aprovou um plano de ação para o acesso universal à saúde visual, que deve ser implementado pelos países membros. O objetivo é reduzir em 25% os problemas visuais até 2019.


Comente

comentários