OIT promove ação para combater trabalho infanto-juvenil no Festival Folclórico de Parintins

Caprichoso e Garantido também participaram do ato que mobilizou órgãos de proteção a crianças e adolescentes, turistas e moradores da região.

Ação contra o trabalho infanto-juvenil em Parintins. Foto: OITPelo segundo ano consecutivo, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) prestou apoio técnico à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Amazonas em ação contra o trabalho infanto-juvenil no Festival Folclórico de Parintins – cidade a 369 quilômetros de Manaus. Os bois Caprichoso e Garantido também participaram do trabalho de conscientização.

O objetivo foi consolidar a carta de compromisso para implementar e fortalecer as ações para erradicar o trabalho infanto-juvenil, definindo estratégias de garantia dos respectivos direitos.

O ato mobilizou órgãos da rede de proteção a crianças e adolescentes, turistas e cidadãos do município e foi encerrado com um show, para o lançamento da toada “Ciclo da Vida”, música-tema da erradicação do trabalho infanto-juvenil no Estado.

Mais de 2,9 mil crianças trabalham informalmente na Ilha Tupinambarana, segundo dados do censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nas vésperas do Festival Folclórico, realizado anualmente no último fim de semana de junho, a exploração das crianças é maior porque as famílias tentam aumentar suas rendas. Com isso, as crianças são usadas para panfletagem, venda ambulante, trabalho doméstico e exploradas sexualmente.