OIT lança campanha ‘Carnaval Consciente, Trabalho Decente’ em Salvador

Protagonizada pelo artista baiano Durval Lelys, a nova campanha da Organização Internacional do Trabalho (OIT) busca conscientizar o público sobre a importância do Trabalho Decente durante o Carnaval.

Imagem: reprodução

Imagem: reprodução

Com a campanha “Carnaval Consciente, Trabalho Decente”, divulgada nesta sexta-feira (5), a Organização Internacional do Trabalho (OIT) busca informar e sensibilizar o público para a necessidade da promoção do Trabalho Decente durante o carnaval e outros grandes eventos, realizado em condições dignas e sem qualquer tipo de discriminação, com respeito aos direitos, à proteção social e à liberdade de organização e de negociação coletiva.

“Trata-se de valorizar a dignidade do trabalho e de prevenir formas inaceitáveis de trabalho, que são praticamente invisíveis durante a realização de um grande evento como o Carnaval”, afirmou José Ribeiro, que é o coordenador nacional do projeto piloto da OIT para a promoção do trabalho decente em grandes eventos.

O foco da campanha são cordeiros (trabalhadores/as responsáveis por delimitar com cordas os espaços aos associados dos blocos), catadores/as de resíduos sólidos e vendedores/as ambulantes, além da prevenção e do combate ao trabalho infantil e à exploração sexual de crianças e adolescentes.

Ao longo de todo o Carnaval, as peças da campanha serão veiculadas em outdoors, busdoor, redes sociais, camarotes, trios elétricos, táxis, hotéis de Salvador e no Shopping da Bahia.

Promovendo o Trabalho Decente em grandes eventos

A campanha “Carnaval Consciente, Trabalho Decente” é uma ação de um projeto piloto da OIT para a promoção do trabalho decente em grandes eventos, realizado em parceria com o Ministério do Trabalho e Previdência Social, representado pela Superintendência Regional de Trabalho e Emprego do Estado da Bahia (SRTE-BA); o Ministério Público do Trabalho, por intermédio da Procuradoria Regional do Trabalho da 5ª Região (PRT-5); o Governo do Estado da Bahia; a Prefeitura de Salvador; e organizações de empregadores e de trabalhadores.

“O Carnaval de Salvador é uma das maiores festas de rua do mundo. Por conta disso, escolhemos esse grande evento para aplicarmos o projeto. Além de buscar garantir direitos, o projeto tem um aspecto econômico importante, na medida em que busca melhorar os serviços prestados nesses eventos”, avaliou o diretor do Escritório da OIT no Brasil, Peter Poschen, durante o lançamento oficial da campanha, realizado em Salvador no dia 28 de janeiro.

“Para a OIT, as iniciativas de promoção do Trabalho Decente em grandes eventos são uma estratégia para desenvolver as potencialidades e mitigar os riscos inerentes aos mesmos, gerando efeitos positivos e de caráter duradouro”, explicou Ribeiro.

“Toda esta iniciativa só é possível através de um amplo processo de diálogo social e de trabalho conjunto e articulado entre os diversos níveis do governo, de organizações de empregadores e de trabalhadores e da sociedade civil. Posteriormente, as boas práticas desta experiência serão disseminadas para outros grandes eventos no Brasil e no exterior, como por exemplo, os Jogos Olímpicos Rio 2016 neste ano.”

Já o secretário de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado da Bahia, Álvaro Gomes, afirmou que é necessário que o trabalho decente seja garantido em todas as esferas, para as mais diversas categorias, em toda e qualquer situação: “Daí a importância desta ação, que conta com o total apoio do Governo do Estado.”

Também marcaram presença no lançamento da campanha o procurador chefe do Ministério Público do Trabalho da Bahia, Alberto Balazeiro; o superintendente regional do Trabalho e Emprego na Bahia, José Maria Dutra; a presidente da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 5ª Região, Rosemeire Fernandes; a representante do Ministério Público do Estado da Bahia, Márcia Guedes; o representante do Sindicato dos Cordeiros do Estado da Bahia, Matias Silva; Danielle Tavares, do Projeto Humanizar, além de autoridades da Prefeitura Municipal de Salvador e de representantes do Complexo Cooperativo de Reciclagem da Bahia.

A campanha está sendo realizada pelo escritório da OIT no Brasil, em parceria com os Ministérios do Trabalho e Previdência Social, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, e das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, além do Ministério Público do Trabalho, do Governo do Estado da Bahia, da Prefeitura Municipal de Salvador, de organizações de empregadores e de trabalhadores, do Projeto Humanizar e do Shopping da Bahia.

Confira todas as peças da campanha clicando aqui.