OIT adia Conferência Internacional do Trabalho até 2021 devido à COVID-19

Como consequência da disseminação da COVID-19, o Conselho de Administração da Organização Internacional do Trabalho (OIT) adiou a próxima reunião anual da Conferência Internacional do Trabalho, prevista para os dias 25 de maio a 5 de junho, em Genebra.

Apesar do adiamento da Conferência, a OIT e seus escritórios em todo mundo continuam trabalhando e seguirão a trabalhar em estreita colaboração com seus constituintes, parceiros de desenvolvimento e o sistema multilateral.

A Organização está direcionando esforços significativos para abordar respostas políticas e técnicas à pandemia, a curto e longo prazo.

Presidente italiano, Sergio Mattarella, fala durante a 108ª Conferência Internacional do Trabalho em Genebra. Foto: OIT/Marcel Crozet

Presidente italiano, Sergio Mattarella, fala durante a 108ª Conferência Internacional do Trabalho em Genebra. Foto: OIT/Marcel Crozet

Como consequência da disseminação da COVID-19, o Conselho de Administração da Organização Internacional do Trabalho (OIT) adiou a próxima reunião anual da Conferência Internacional do Trabalho, prevista para os dias 25 de maio a 5 de junho, em Genebra.

A decisão foi tomada após restrições de viagens impostas em todo o mundo devido à pandemia e à necessidade de garantir a saúde e o bem-estar de delegadas(os) e funcionárias(os). Em vista disso, a 109ª Reunião da Conferência ocorrerá em junho de 2021.

Apesar do adiamento da Conferência, a OIT e seus escritórios em todo mundo continuam trabalhando e seguirão a trabalhar em estreita colaboração com seus constituintes, parceiros de desenvolvimento e o sistema multilateral.

A Organização está direcionando esforços significativos para abordar respostas políticas e técnicas à pandemia, a curto e longo prazo.

A Conferência Internacional do Trabalho é realizada uma vez por ano em Genebra, na Suíça, para discutir questões-chave no mundo do trabalho, desenvolver e adotar Normas Internacionais do Trabalho e monitorar sua aplicação.

A Conferência reúne representantes de governos, de trabalhadores e de empregadores dos 187 Estados-membros da OIT.