OIM organiza oficinas em Santa Catarina para inclusão de migrantes no setor privado

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) realiza, na quinta-feira (25) em Florianópolis (SC), oficina para a inserção de migrantes em situação de vulnerabilidade no mercado de trabalho. O evento visa esclarecer mitos e dúvidas sobre o processo de contratação, prestação de assistência e documentação. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas online.

Migrantes venezuelanos em Roraima antes de embarcar para outras cidades brasileiras. Foto: ACNUR/João Paulo Machado

Migrantes venezuelanos em Roraima antes de embarcar para outras cidades brasileiras. Foto: ACNUR/João Paulo Machado

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) inicia nova etapa de capacitações em Florianópolis (SC) na quinta-feira (25). A oficina é voltada à implementação de políticas para migrantes em situação de vulnerabilidade no setor privado.

O intuito é sensibilizar o setor, esclarecer mitos e dúvidas sobre o processo de contratação de migrantes, informar sobre a prestação de assistência e documentação. As inscrições são gratuitas.

Trata-se de uma nova etapa de formações realizadas pela OIM, inaugurada em Curitiba (PR) no início de julho, e que deve ocorrer em vários estados brasileiros. Essa é uma das ações voltadas para a capacitação de empresas e apoio no processo de interiorização dos(as) venezuelanos(as) que estão em Roraima e vão para outros estados do Brasil.

Em sua primeira edição, a oficina integrou a programação do Fórum Empresarial de Empregabilidade e Empreendedorismo para Refugiados e Migrantes e contou com a presença de mais de 80 pessoas. Com desenvolvimento de dinâmicas, incentivo à participação dos(as) presentes, a formação ocorreu com o envolvimento do público.

Integração de migrantes e refugiados em Santa Catarina

Santa Catarina é o quinto estado brasileiro com o maior número de pessoas migrantes e refugiadas. Dado importante e que demonstra a relevância de capacitar o mercado de trabalho catarinense na inclusão de migrantes e, também, na retenção destes talentos. Para isso, esta nova edição terá a participação de uma empresa mostrando casos bem-sucedidos de contratações.

Para a coordenadora de Recursos Humanos da JBS em Itapiranga (SC), Teresinha Blasczak, a contratação de migrantes venezuelanos é uma experiência positiva não apenas nas questões voltadas à responsabilidade social, mas também como oportunidade de compartilhamento de conhecimentos.

Segundo ela, essa população “ajudou a empresa, atendendo às nossas necessidades”. “Eles vêm com uma formação boa e estão recomeçando a vida. Muitos são engenheiros, advogados, contadores, que hoje estão na linha de produção, mas que pretendem crescer. A gente aprende muito com eles e eles também são muito gratos pela oportunidade que tiveram”.

Esta segunda edição conta com a organização de OIM, Integra Diversidade, Engie, Secretaria do Estado do Desenvolvimento Social do Governo do Estado de Santa Catarina, Centro de Referência de Atendimento ao Imigrante de Santa Catarina, Defensoria Pública da União, Projeto Nosso Bairro e Círculos de Hospitalidade.

Serviço

Oficina para inserção de migrantes em situação de vulnerabilidade no mercado de trabalho brasileiro

Data: 25 de julho de 2019, quinta-feira

Horário: 9h às 12h30

Local: Auditório da Engie Brasil Energia

Endereço: Rua Paschoal Apóstolo Pítsica, 5064 – Agronômica – Florianópolis – SC

Link de Inscrição: http://bit.ly/OficinaMigranteFlorianopolis