Observadores da ONU concluem processo de remoção de armas na Colômbia

Mais de 8 mil armas e mais de 1 milhão de cartuchos queimados foram transportados para um armazém central na Colômbia, enquanto a missão política das Nações Unidas no país concluiu o processo de recolhimento de armas individuais de combatentes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).

“Em 15 de agosto, a ONU concluiu o processo de recolhimento de todos os armamentos e munições nos 26 campos das FARC”, disse Jean Arnault, representante especial do secretário-geral da ONU e chefe da Missão das Nações Unidas na Colômbia, em comunicado.

Observadores da ONU removem armas das FARC na Colômbia. Foto: Missão da ONU na Colômbia

Observadores da ONU removem armas das FARC na Colômbia. Foto: Missão da ONU na Colômbia

Mais de 8 mil armas e mais de 1 milhão de cartuchos queimados foram transportados para um armazém central na Colômbia, enquanto a missão política das Nações Unidas no país concluiu o processo de recolhimento de armas individuais de combatentes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).

“Em 15 de agosto, a ONU concluiu o processo de recolhimento de todos os armamentos e munições nos 26 campos das FARC”, disse Jean Arnault, representante especial do secretário-geral da ONU e chefe da Missão das Nações Unidas na Colômbia, em comunicado.

“Além das operações que estão sendo realizadas em Pondores, operações de retirada estão ocorrendo em quatro áreas: La Reforma, Yari, La Guajira e La Variante. O material transportado nos contêineres representa 8.112 armas e quase 1,3 milhões de cartuchos queimados”, acrescentou.

Arnault enfatizou o fato de que o processo de recolhimento incluiu 16 operações aéreas e 10 terrestres, que responderam por mais de 50 horas de voo de três helicópteros de missões da ONU e quase 11 mil quilômetros de viagens.