‘O trabalho é a principal via para o desenvolvimento’, diz OIT em Seminário Internacional no Brasil

O evento realizado em Brasília debateu modelos de políticas de desenvolvimento social para superar a pobreza e trazer resultados.

Foto: Marcello Casal Jr./ABr

Foto: Marcello Casal Jr./ABr

“O trabalho é a principal via pela qual os frutos do desenvolvimento podem chegar até as pessoas”, afirmou a diretora do escritório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil, Laís Abramo, durante o Primeiro Seminário Internacional “Um Mundo sem Pobreza“, realizado entre 18 e 19 de novembro, em Brasília.

Promovido pela Iniciativa Brasileira de Aprendizagem por um Mundo sem Pobreza, em parceria com órgãos do governo brasileiro e agências da ONU, o evento debateu os modelos de políticas de desenvolvimento social para superar a pobreza e trazer resultados.

O Brasil foi escolhido para sediar o primeiro evento da Iniciativa por se destacar internacionalmente pela trajetória de sucesso no combate à pobreza e à fome.

Durante o painel “Uma agenda de políticas públicas para além da extrema pobreza”, a diretora da OIT no Brasil alertou que, apesar da taxa de formalização do emprego no Brasil ter aumentado significativamente nos últimos anos, ainda há 37,5 milhões de trabalhadores em condições de informalidade.

“Há formas, condições e situações de trabalho que reproduzem a pobreza e a extrema pobreza e a informalidade é uma dessas condições”, disse Abramo. Ela concluiu afirmando que as agendas e planos nacionais para promover o trabalho decente são fundamentais para que o país continue avançando de forma sustentável no combate à pobreza e na redução das desigualdades sociais.