Número de infectados por cólera no Haiti sobe para 72 mil

Número de casos de cólera no Haiti aumentou para mais de 72 mil, incluindo 1.648 mortes, anunciou na última terça-feira (30/11) a agência da área de Saúde das Nações Unidas, observando que há menos casos sendo relatados agora do que no início da epidemia

O número de casos de cólera no Haiti aumentou para mais de 72 mil, incluindo 1.648 mortes, anunciou na última terça-feira (30/11) a agência da área de Saúde das Nações Unidas, observando que há menos casos sendo relatados agora do que no início da epidemia, que começou em outubro passado.

Cólera: produtores de arroz do Rio Artibonite em dificuldade. Foto: ONU/Logan Abassi.

Cólera: produtores de arroz do Rio Artibonite em dificuldade. Foto: ONU/Logan Abassi.

A taxa de mortalidade está agora em 2,3%, afirmou a porta-voz da Organização Mundial de Saúde (OMS), Fadela Chaib, a repórteres em Genebra. Existem no momento 40 centros de tratamento de cólera no país, com uma capacidade média de 100 a 200 leitos cada, disse Chaib. Ela acrescentou que dez centros de tratamento adicionais e 39 unidades de tratamento – pequenas unidades, montadas em hospitais ou nos próprios centros – foram solicitados, bem como 350 médicos, 2.000 enfermeiros, 2.200 funcionários e 30 mil agentes comunitários de saúde. Os agentes irão trabalhar, basicamente, em áreas rurais que necessitem de maior atenção.

Enquanto isso, uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde Pública e População do Haiti com 37 grupos de ajuda para a saúde identificou desafios-chave para o combate à cólera, conforme afirmou a porta-voz do Escritório das Nações Unidas de Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA), Elisabeth Byrs. Entre os desafios encontram-se a eliminação de desperdícios médicos, a identificação de lugares onde devem ser armados os centros de saúde, a falta de treinamento adequando dos profissionais e, inclusive, a remoção de cadáveres.

Sobre o financiamento, Byrs disse que cerca de 32 dos 164 milhões de dólares que as agências humanitárias solicitaram para utilizar na emergência dos casos de cólera serão recebidos a partir desta semana.