Novo relatório traz um novo olhar sobre pobreza e saúde nas cidades

Um novo relatório das Nações Unidas, lançado ontem (17/11) mostra pela primeira vez como problemas de saúde estão ligados à pobreza nas cidades e pede aos responsáveis políticos que identifiquem os que mais precisam de ajuda e as medidas necessárias para melhorar o seu bem-estar.

O relatório, intitulado “Cidades ocultas: tirando as máscaras e superando as desigualdades na saúde nos meios urbanos”, foi lançada em Kobe, no Japão, onde líderes de governos, academia, mídia e organizações não-governamentais estão reunidos para examinar como melhorar a saúde dos moradores das cidades.

Publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT), o relatório é baseado em uma nova análise que vai além das estatísticas ou das informações habituais das cidades para identificar bolsões ocultos de pobreza.

“Muitas vezes as médias escondem grandes bolsões de carências e problemas de saúde, ocultando a realidade da vida das pessoas”, disse a Diretora-Geral da OMS, Margaret Chan. “Esta nova análise revela lacunas na área da saúde e acesso à saúde entre as populações urbanas, e mostra para lideranças municipais onde seus esforços devem se concentrar.”

Acesse o relatório em www.hiddencities.org