Novo estudo da ONU mostra que cerca de 51,6% dos brasileiros usam a Internet

No Brasil, a cada 100 brasileiros, 22 pessoas usam telefone fixo e 135 pessoas usam telefone móvel, evidenciando que uma pessoa pode ter mais de uma assinatura em operadoras distintas. 

Foto: EBC

Foto: EBC

A União Internacional de Telecomunicações (UIT) divulgou esta semana a nova edição de um dos seus mais importantes estudos – “Medindo a Sociedade da Informação 2014”. A publicação, lançada simultaneamente em vários países, incluindo o Brasil, apresenta dados globais, além de análises, sobre o estado de desenvolvimento global das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC).

O estudo afirma que mais de 3 bilhões de pessoas usam a Internet no mundo atualmente. No entanto, cerca de 4,3 bilhões de pessoas ainda não têm acesso a este serviço e 90% deste total vivem nos países em desenvolvimento, principalmente nas áreas rurais. O uso da Internet continua crescendo de forma constante no mundo, subindo 6,6% de 2013 para 2014, com enfoque nos países em desenvolvimento onde o número de usuários de Internet duplicou, entre 2009 e 2014.

No ranking do Índice de Desenvolvimento das TIC (IDI), que classifica 166 países pelo seu nível de acesso às TIC e o uso de Internet, a Dinamarca ocupa a primeira posição em 2013, com índice de 8,86, seguindo pela Coreia do Sul e a Suécia.

O Brasil, subiu da 67° posição, em 2012, para 65ª, em 2013, alcançando o índice de 5,5. Segundo a publicação, em nível continental, o IDI do Brasil está acima da média dos países em desenvolvimento e ocupa a 10° posição.

O desenvolvimento das TIC no Brasil

Segundo o estudo, em 2013, cerca de 51,6% de todos os brasileiros usavam a Internet; 48,8% das casas do Brasil possuíam um computador e, deste total, 42,4% tinha acesso à Internet.

No geral, estima-se que 40 milhões de novas assinaturas de Internet banda larga sem fio foram constatadas em 2013.

O acesso à banda larga fixa nas empresas brasileiras subiu de 10% em 2005 para 72% em 2012. Já nas escolas do Brasil, menos de 50% não estão conectadas, índice muito abaixo em comparação com o Uruguai onde 96% oferecem acesso à Internet.

A cada 100 brasileiros, 22 pessoas usam telefone fixo e 135 pessoas usam telefone móvel, evidenciando que uma pessoa pode ter mais de uma assinatura em operadoras distintas.

Além disso, a cada 100 habitantes do país, 10 pessoas têm assinatura de banda larga fixa e 52 pessoas têm assinatura de banda larga sem fio; Cerca de 50% da população brasileira gasta o equivalente a 5% dos seus rendimentos com Internet, seja móvel ou banda larga.