Novo acordo internacional deve ser assinado em encontro sobre redução e prevenção de desastres

A expectativa da reunião é aprovar a “Declaração de Tacloban”, que sucederá o atual Quadro de Ação de Hyogo, para melhorar a coordenação internacional em resposta aos desastres.

Cidade de Tacloban, nas Filipinas, que foi severamente atingida pelo tufão Haiyan em 08 de novembro de 2013. Foto: OCHA/Akiko Yoshida

A representante especial do secretário-geral da ONU para Redução de Desastres (UNISDR), Margareta Wahlström, participa de conferência que irá detalhar novas políticas e princípios que envolvem a preparação para desastres, que começou nesta quarta-feira (4), em Manila, capital das Filipinas.

Entre os participantes, estavam pessoas e autoridades filipinas que sofreram com o impacto do tufão Hayan no ano passado, afetando cerca de 9,8 milhões de pessoas e destruindo 500 mil casas.

A expectativa da reunião é atingir um acordo, a “Declaração de Tacloban”, que sucederá o atual Quadro de Ação de Hyogo, para melhorar a coordenação internacional e a especialização em resposta aos desastres.

Além disso, a reunião contribuirá com a 3ª Conferência Mundial da ONU sobre a Redução de Desastres, que acontecerá no Japão em 2015, e visa a explorar modelos para aplicar novas tecnologias e inovações em políticas de redução de risco de desastres, como também as melhores formas para reconstrução das comunidades.