Nova galeria de fotos do ACNUR mostra o dia a dia de refugiados sírios no Líbano

Centenas de milhares de pessoas estão deslocadas na Síria em virtude do conflito que já dura 19 meses. O número de refugiados em países vizinhos, como Turquia, Líbano, Jordânia e Iraque, passa dos 300 mil.

Refugiados sírios em um abrigo coletivo na cidade de Arsal, no Vale do Bekaa, a 100 quilômetros da capital libanesa, Beirute. (ACNUR/S.Malkawi)

Centenas de milhares de pessoas estão deslocadas na Síria em virtude do conflito que já dura 19 meses. O número de refugiados em países vizinhos, como Turquia, Líbano, Jordânia e Iraque, passa dos 300 mil.

À medida que cresce a preocupação mundial com a situação destes deslocados internos e refugiados, a agência da ONU para refugiados (ACNUR) e seus parceiros locais correm contra o relógio para garantir a assistência a todas estas pessoas.

Muitos sírios deixaram seu país em direção ao Líbano, que já abriga mais de 100 mil refugiados. As operações do ACNUR para refugiados sírios em Trípoli e no Vale do Bekaa foram retomadas ao final de agosto, após terem sido suspensas por um curto período devido à insegurança nestas regiões.

Em áreas pobres do Líbano, muitas famílias libanesas acolheram os refugiados em suas próprias casas. Os sírios também estão vivendo em edifícios públicos. Com o início do ano letivo há cerca de dois meses, um grande desafio foi encontrar abrigos alternativos para as famílias refugiadas que estavam vivendo nas escolas.

A maior parte das pessoas que procura segurança no Líbano vem das cidades sírias de Homs, Aleppo e Daraa. Mais da metade da população síria refugiada no país tem menos de 18 anos. Com a continuação da violência na Síria, a situação dos refugiados no Líbano está bastante precária.

A nova galeria de fotos – publicada pelo ACNUR em http://goo.gl/UxK2X – mostra o cotidiano dos refugiados sírios que estão vivendo no Líbano.