No dia em que guerra na Síria completa seis anos, ataque terrorista atinge capital Damasco

Pelo menos 31 pessoas foram mortas, com outras 102 feridas. “Esses ataques tiraram vidas de civis inocentes. Também são claramente concebidos para atrapalhar as tentativas de manter o diálogo político”, disse Staffan de Mistura, enviado especial da ONU.

Em East Ghouta, Damasco Rural, na Síria, um brinquedo de pelúcia nos escombros de um edifício destruído. Crédito: UNICEF/Al Shami

Em East Ghouta, Damasco Rural, na Síria, um brinquedo de pelúcia nos escombros de um edifício destruído (foto de arquivo). Crédito: UNICEF/Al Shami

O enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, condenou os atentados terroristas em Damasco, capital do país, ocorridos nessa quarta-feira (15). Os ataques ocorrem no mesmo dia em que são marcados os seis anos do conflito sírio.

Nos atentados, pelo menos 31 pessoas foram mortas, com outras 102 feridas.

“Esses ataques tiraram vidas de civis inocentes. Também são claramente concebidos para atrapalhar as tentativas de manter o diálogo político”, disse Mistura.

O enviado especial pediu o fim de todos os ataques contra civis em qualquer parte da Síria e reiterou seu apelo ao pleno respeito do cessar-fogo, desafiado por violações frequentes. “No rescaldo da última reunião de Astana e, antes, em Genebra, não podemos permitir que as ações para minar o caminho político sejam bem-sucedidas.”