Nepal: enviada da ONU saúda acordo

A Representante do Secretário-Geral para o Nepal, Karin Landgren, saudou neste sábado (15/01) o acordo estabelecido entre o Governo e o Partido Unificado Comunista do Nepal-maoísta sobre a continuação do monitoramento de armas e do exército após o término do mandato da Missão da ONU no Nepal (UNMIN).

A Representante do Secretário-Geral para o Nepal, Karin Landgren, saudou neste sábado (15/01) o acordo estabelecido entre o Governo e o Partido Unificado Comunista do Nepal-maoísta sobre a continuação do monitoramento de armas e do exército após o término do mandato da Missão da ONU no Nepal (UNMIN).

“A ONU continuará oferecendo todo o apoio para o novo mecanismo de monitoramento”, afirmou Landgren. Mesmo a poucas horas de deixarem o país, os monitores de armas da UNMIN estão se preparando para instruir os membros do novo mecanismo.

A UNMIN foi estabelecida em 2007, após o Governo e os Maoístas realizarem um acordo de paz que encerrou uma guerra que vitimou 13 mil pessoas. O Conselho de Segurança decidiu por fim ao mandato da Missão após o Governo e os Maoístas se comprometerem a completar as tarefas restantes do processo de paz.

O Conselho de Segurança reafirmou nesta sexta-feira (14/01) o apoio ao processo de paz, chamando o Governo e os partidos a trabalharem juntos para entrarem em um consenso para completar os compromissos e resolver os assuntos pendentes, incluindo a conclusão de uma nova Constituição até 28 de maio.