Negociações pela paz na Síria devem ser retomadas na próxima semana, informa enviado da ONU

Diálogos de paz conduzidos pela ONU haviam sido temporariamente suspensos, após divergências entre delegações do governo e da oposição. Enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, viajou a Damasco nessa semana, onde negociou, com o governo sírio, a liberação do acesso de comboios humanitários a algumas áreas sitiadas.

Campo para pessoas deslocadas em Aleppo, na Síria. Foto: UNICEF / Razan Rashidi

Campo para pessoas deslocadas em Aleppo, na Síria. Foto: UNICEF / Razan Rashidi

Após uma pausa nas negociações pela paz na Síria, provocada por divergências entre as delegações do governo e da oposição, o enviado especial da ONU para o país, Staffan de Mistura, informou nesta terça-feira (16) que pretende retomar os diálogos na próxima semana – no dia 25 de fevereiro – ou mesmo antes.

De acordo com o diretor interino do Serviço de Informação da ONU em Genebra, Ahmed Fawzi, a cessação de hostilidades e a garantia do acesso humanitário estão entre as prioridades do enviado da Organizaçãop. O mundo está testemunhando uma degradação das condições no terreno, alertou o dirigente. Segundo Fawzi, o enviado especial está tentando convencer as partes interessadas com influência sobre os lados do conflito a voltar para a mesa de negociações e a “parar com a loucura”.

Mistura viajou a Damasco, onde se encontrou com o ministro das Relações Exteriores sírio e outros oficiais da ONU nesta terça-feira (16). A reunião envolveu discussões sobre o livre acesso de organizações humanitárias a todos os locais mantidos sob cerco e não apenas aqueles sitiados pelo governo. Segundo um porta-voz em Nova York, o enviado especial recebeu uma liberação das autoridades sírias, que permitiram o acesso de comboios, coordenados pela equipe nacional das Nações Unidas, a determinados enclaves.

Para o representante das Nações Unidas, é dever do governo da Síria querer alcançar todas as pessoas sírias onde quer que estejam, bem como permitir à ONU levar assistência. Mistura também disse que o compromisso das autoridades será testado na quarta-feira (17), quando se presume que operações humanitárias tentarão chegar a regiões sitiadas.

Na quinta-feira (18), a força-tarefa para a coordenação de atividades humanitárias, estabelecida pelo Grupo de Apoio Internacional à Síria (ISSG), deve se reunir novamente, uma semana após realizar seu primeiro encontro.