Navi Pillay parabeniza indicação de novo chefe de Direitos Humanos da ONU

Zeid Ra’ad Zeid Al-Hussein será o sexto alto comissário a assumir esta função, comandada entre 2002 e 2003 pelo brasileiro Sergio Vieira de Mello.

O mandato de Navi Pillay termina dia 31 de agosto de 2014. Foto: ONU/Jean Marc-Ferré

O mandato de Navi Pillay termina dia 31 de agosto de 2014. Foto: ONU/Jean Marc-Ferré

A alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Navi Pillay, parabenizou a indicação por parte da Assembleia Geral da ONU de Zeid Ra’ad Zeid Al-Hussein como seu sucessor. O mandato de Pillay termina no próximo dia 31 de agosto.

“Eu parabenizo a decisão do secretário-geral da ONU e da Assembleia Geral de indicar Zeid Ra’ad Zeid Al-Hussein como meu sucessor na chefia do escritório encarregado de proteger todos os direitos humanos de todas as pessoas em todos os lugares”, disse a atual chefe dos Direitos Humanos da ONU.

Pillay acrescentou ainda que esta foi uma escolha acertada dado que “Zeid Ra’ad Zeid Al-Hussein traz para o escritório do alto comissariado muitos anos de experiência no cenário internacional”, principalmente “na área da justiça internacional e da luta contra a impunidade”.

Zeid Ra’ad Zeid Al-Hussein é, atualmente, o representante permanente da Jordânia na sede das Nações Unidas em Nova York. O cargo que ocupará nos próximos quatro anos foi representado no passado pelo brasileiro Sergio Vieira de Mello.

Entre setembro de 2002 a maio de 2003, Vieira de Mello desempenhou as funções de alto comissário para os direitos humanos até ser indicado como representante especial do secretário-geral em Bagdá. Na capital do Iraque, Sergio faleceu no dia 19 de agosto de 2003, vítima de um atentado terrorista contra a sede da ONU.