Nações Unidas condenam ataque contra ministro das Relações Exteriores do Iraque

Diversas bombas explodiram em diferentes pontos da capital iraquiana, incluindo o entorno do ministério. Ao menos 33 pessoas morreram. Missão da ONU no país pede que responsáveis sejam julgados.

Chefe da Missão de Assistência das Nações Unidas no Iraque, Nickolay Mladenov. Foto: ONU/Amanda Voisard

O chefe da Missão de Assistência das Nações Unidas no Iraque (UNAMI), Nickolay Mladenov, condenou nos mais fortes termos o ataque nesta quarta-feira (5) contra o ministro das Relações Exteriores do país, Hoshyar Zebari. O ato matou e feriu uma série de pessoas.

“Bagdá hoje [quarta-feira, 5] infelizmente sofreu uma série de ataques terroristas. Aqueles que orquestraram tais ataques devem ser condenados por todos os líderes políticos, religiosos e civis neste país”, disse.

Dois carros-bomba explodiram do lado de fora do prédio do Ministério das Relações Exteriores. Também houve explosões perto de um restaurante e no coração comercial da capital iraquiana, assim como na região sudeste da Bagdá. Ao menos 33 pessoas morreram.