Na Jordânia, Programa Mundial de Alimentos pede mais financiamento para refugiados sírios

A deterioração das condições dos refugiados sírios preocupa a agência da ONU que sofre com a falta de verbas para financiar os esforços humanitários em curso.

Vista do campo de refugiados de Za'atariem na Jordânia, onde vivem mais de 80 mil refugiados sírios. Foto: ACNUR/ C. Herwig

Vista do campo de refugiados de Za’atariem na Jordânia, onde vivem mais de 80 mil refugiados sírios. Foto: ACNUR/ C. Herwig

O Programa Mundial de Alimentos (PMA) manifestou preocupação com a deterioração das condições de refugiados sírios que agora residem na Jordânia em meio à falta de verbas e instou os doadores internacionais a aumentar o financiamento para os esforços humanitários em curso no país do Oriente Médio.

Retornando de uma visita à Jordânia, onde se encontrou com famílias de refugiados sírios, a diretora executiva do PMA, Ertharin Cousin, advertiu nesta quarta-feira (12) que os cortes no valor dos cupons de assistência, combinados com a redução do apoio de outras agências humanitárias, tiveram um impacto negativo sobre a segurança alimentar da maioria dos refugiados, forçando muitos a tomar medidas drásticas.

“Eu conheci Khaldiyeh, uma mãe solteira de oito filhos que está lutando para alimentá-los e diz que poderia ser despejada a qualquer momento porque o pouco dinheiro que tem gasta em comida para a família”, observou Cousin em comunicado de imprensa. “Eu também conheci um grupo de meninos que têm grandes sonhos que eles não serão capazes de cumprir a menos que possam voltar à escola. Agora eles estão trabalhando para ajudar a alimentar suas famílias.”

As recentes quedas no financiamento têm forçado a agência da ONU a reduzir o nível de assistência que presta aos quase meio milhão de refugiados sírios que vivem fora dos campos de refugiados da Jordânia. Atualmente, o PMA necessita de um adicional de 45 milhões de dólares para continuar, até o final do ano, a prestar assistência alimentar vital para mais de meio milhão de sírios que vivem na Jordânia.